Onde os tradutores não têm vez

clique para ampliar

Lá pelas tantas no curso de inglês, os meus alunos descobrem que a palavra para tubarão é shark, e não jaws. Culpa do Spielberg, custava ele colocar o nome do filme direito? Afinal de contas, o filme é ou não é sobre um tubarão?

Eu sei às vezes não dá mesmo pra imaginar você pagando 15 reais para assistir a ‘Mandíbulas’. Mas, para os meus alunos, essas traduções malucas complicam um pouco as coisas.

Só que algumas vezes a turma responsável pelo marketing dos filmes pisa feio na bola. Outro dia fui ver “Onde os fracos não têm vez” e saí do cinema matutando de onde foi que esses caras tiraram que old men poderia ser traduzido como fracos.

Se eles tivessem prestado mais atenção, teriam visto que, logo no começo do filme, o personagem do Tommy Lee Jones conta a história de um xerife à antiga que conseguia manter a ordem na região sem precisar fazer uso da arma uma única vez; bastava mostrar seu distintivo e todo mundo respeitava. Cansado e já perto de se aposentar, o personagem de Jones é obrigado a transitar por um ‘velho oeste’ muito mais violento, cenário de verdadeiros massacres por causa de drogas e dinheiro, e onde basta você estar no lugar errado na hora errada para levar uma meia dúzia de tiros sem mais nem menos.

Todos os velhos do filme parecem deslocados no tempo e no espaço: o próprio Tommy Lee, o caixa no posto de gasolina, o senhor que vem dirigindo pela estrada no começo do filme, a mãe da garota. Este é um mundo que já não é mais deles, os criminosos de hoje em dia não têm nome, cara ou origem, eles cruzam fronteiras e desaparecem no deserto. Manter a lei e a ordem não é mais uma questão de ter um distintivo e um revólver na cintura.

Não sei mesmo de onde saiu essa história de fracos. Seria muito mais lógico dizer “Onde os velhos não têm vez”. Vai ver os distribuidores não assistem aos filmes que distribuem…

2 respostas em “Onde os tradutores não têm vez

  1. Você já ouviu falar de um filme que conta a história de 7 caras que foram para a guerra civil e, durante todo o filme, o suspense era saber quantos voltariam? Não me lembro do nome original… mas olha a pérola da tradução “Seis Não Regressaram”. É mole ou quer… pior?

  2. Oh, céus, esses tradutores… Uma vez me falaram de um filme (não sei se existe mesmo ou se era sacanagem do pessoal) de assassinato e suspense; o título? “O assassino era ela”. Brilhante! 😛

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s