Raciocínio pobre

No filme Alta Sociedade, o personagem de Frank Sinatra pergunta a Celeste Holm se ela trocaria sua vida como fotógrafa pela da milionária Tracy Lord (Grace Kelly), numa daquelas cenas musicais tolinhas que ficam lindas porque tudo fica super lindo quando tem música do Cole Porter, certo?  

A gente pode até, como na música, dizer que não trocaria a vida que leva pela de um trilhardário, e que não está nem aí pra champanhe e caviar, ou piscinas de mármore, casas de campo e chauffeur (muito mais chique do que um motorista, my dear). Mas eu rio e acho o fim da dinastia quando a imprensa anuncia prêmios milionários e depois te conta o que dá pra fazer com aquela grana toda. Eu sei que os jornalistas estão tentando simplificar, mas oi? explicar que com 100 milhões de dinheiros eu posso comprar 4 mil carros populares ou 20 mil motos de 125 cilindradas? O que é que eu vou fazer com tudo isso? E olha que conta de pobre, você também pode construir não sei quantos prédios, alugar tudo e colocar o dinheiro na poupança. Na poupança, meodeolsdocéu? Então eu fiquei trilhardária, posso diversificar minha carteira de investimentos, ter imóveis e conta bancária no exterior, posso ajudar militrocentas instituições que estão sempre precisando de uma mãozinha, abrir meu próprio negócio e gerar empregos, encomendar uma motocicleta exclusiva ao pessoal da American Chopper, comprar um super carro e fazer o que bem entender, pra depois vir alguém me dizer que 100 milhões dão e sobram pra trocar o jogo de tapetes do meu Palio e ainda dá pra colocar o que sobrou na poupança a 0,5% ao mês e ir curtir a vida em Marataízes?

Claro, prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém. Não precisa sair por aí fazendo besteira, mas esse raciocínio de pobre é de matar de rir. O cara finalmente sai da dureza mas continua pensando em salário mínimo e carnê das Casas Bahia!

Então é o seguinte: se eu sumir daqui do blog nas próximas semanas, mando notícias de Bora Bora. Não faço muita questão de ficar milionária, mas também não vou fazer desfeita, né? É falta de educação recusar presente, e eu sou moça muito phynna.

Anúncios

9 respostas em “Raciocínio pobre

  1. Mônica,
    no afã (ui!) de ajudá-la a pensar em como administrar seus ricos 100 milhões de dinheirinhos, lembrei-me dum samba de breque gravado pelo Moreira da Silva, nos anos 40, muito didático para sua pessoa.
    Como não sei enviar músicas pro seu blog, vai apenas a letra.
    Espero também que não seja mais um pobre pensamento, ou um pensamento de pobre…

    ACERTEI NO MILHAR

    Etelviiiiiiiiiinnaaaaaaa !!!!

    O que é Morengueeeeeeiiirraaaaaaa !!!!

    Acertei no milhar
    Ganhei 500 contos
    Não vou mais trabalhar
    Você dê toda roupa velha aos pobres
    E a mobília podemos quebrar
    – breque –
    (Vamos pra lá, isso é pra já!
    Pam! Pá Pum! Bá! Pode quebrar minha filha, pode quebrar que o papai tá com tudo! Quer ver nota de 100 aqui é mato! Quer dizer, eu não vou mostrar porque, dentre outras coisas, os tubarões boiavam na superfície da sopa…)

    Etelvina
    Vai ter outra lua de mel
    Você vai ser madame
    Vai morar no Palace Hotel
    Eu vou comprar um nome
    Não sei onde
    De marques
    Ou Morengueira de visconde
    E o professor de francês, mon amour
    Eu vou trocar seu nome pra madame Pompadour

    Até que enfim, agora sou feliz
    Vou passear Europa toda, até Paris
    E os nossos filhos – ó que inferno!
    Eu vou pô-los num colégio interno
    E telefone pra Manoel do armazém
    Porque eu não quero ficar
    Devendo nada a ninguém
    E vou comprar um avião azul
    Para percorrer a América do Sul

    Mas, de repente,
    De arrepenguente
    Etelvina me chamou
    “Está na hora do batente”!
    Mas de repente,
    Etelvina me chamou
    E disse:
    “Acorda vargulino! Mete os peitos pelos fundos
    Que na frente já tem gente”!
    Foi um sonho minha gente…

    • Nossa, maior flashback! Um tio meu sempre cantava isso, kkk…
      O Moreira era tudo de bom! 🙂
      Vou ver se acho uma gravação ali no Iutúbi e incluo o link, peraí.

      update: achei não. As gravações que estão ali são bem ruinzinhas…

  2. Ô Mônica, eu rolo de rir…Vc tem um senso de humor impecável!rs Feliz 2010 pra vc e olha lá heim?! Vc prometeu dar notícias de Bora Bora, vou cobrar!rs Boa sorte!!

    • Vixe, Carmen, olha eu aqui, em casa mesmo!!! Tem jeito não, vou ter que continuar ralando… 😛
      Obrigada e um ótimo 2010 pra você também!
      bjk

  3. Bora Bora está nos meus planos de viagem! 🙂

    Não é pra já, estou no início do projeto que vai levantar fundos para a viagem, mas daqui a cinco ou seis anos a idéia que eu e meu sócio temos é passear de catamaran até a Grécia e a Polinésia Francesa, mais um lugarzinho aqui, outro ali, com nossas famílias.

    Detalhe: será um cruzeiro naturista e vamos fazer contatos em Esperanto ao longo da viagem, inclusive com um blog em Esperanto atualizado direto do oceano.

    Quem se habilita a nos acompanhar? 🙂

    • Cruzeiro naturista? Bota aí o patrocínio do Sundown, senão vocês vão passar aperto se chegarem em Santorini em pleno verão grego!!! 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s