Resolução

Eu não vou mais procrastinar. Eu não vou mais procrastinar. Eu não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Não vou mais procrastinar. Começando a partir de amanhã, sem falta.

eu ia começar a procrastinar hoje, mas achei melhor esperar até amanhã

Anúncios

4 respostas em “Resolução

    • Ah, você tem uma gatinha? Eu acho gatos fofos, mas eu sou mesmo uma ‘dog person’. Enquanto eu morei em casa, nunca faltou um cachorrão pra brincar com a gente. Agora, em apartamento, a coisa complica, né?
      O tempo tá bem chinfrim pras bandas de cá também, Accácia…
      Mas pelo menos tá ameaçando um friozinho, que será muito bem vindo.
      Outono por aqui, até agora, mal deu as caras.
      Ótimo findi pra você também!
      bjk

  1. É verdade, Mônica, na sua casa nunca faltou cachorrão festeiro. Além disso, de bonita nomenclatura. Não tinha um elegante Alfred Seeger? E outra que atendia por Doris Kuhlman-Wilsdorf?

    Mas voltemos ao gatinho. Antes eu achava que a graça de imagens desse tipo estava na redundância, história de procrastinar a procrastinação. Só agora parei para pensar… E achei muito mais graça na graça. De fato, se “procrastinar” implica sempre alguma culpa, algum stress por não estar fazendo o que devia, então nosso gatinho é sapientíssimo ao adiar por mais um dia o adiamento sem ter culpa…

    • Evando,
      a gente lá em casa sempre foi metido a besta, né? 😀 O cachorro era vira-lata daqueles de orelha virada e rabinho enrolado, mas o nome sempre era caprichado! Depois da leva de alemães (nomes ótimos pra gente chamar em voz alta, esse negócio de Fifi, Bolinha, etc., não dá certo!), veio a série russa: Igor, Boris, Yuri. Era pra ter Ivan também, mas mamãe achou melhor não colocar família no meio, hehehe…

      Sabe que o que eu mais gostei nessa foto foi exatamente a tranquilidade com que o gato decide deixar as coisas pra amanhã? Geralmente a gente fica remoendo essa culpa (ai, por que foi que eu deixei pra última hora?’), mas ele está lá, tranquilão e feliz da vida. É essa a impressão que eu tenho dos gatos; eles estão sempre na deles, e o mundo que se vire pra se adaptar ao seu modo de vida!
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s