O dia em que eu quase fiquei milionária

O senhor X, engenheiro, faleceu em um acidente de carro no Togo, África Ocidental. Rest In Peace. Como o senhor X e eu temos o mesmo sobrenome, e aparentemente ele morreu sem deixar herdeiros necessários, seu advogado me enviou uma mensagem para comunicar oficialmente que eu sou a feliz herdeira de aproximadamente 8,5 milhões de dólares, está tudo guardadinho em um banco bacana na África. Tudo que preciso fazer é entrar em contato com o advogado em questão e esperar pacientemente, tamborilando meus dedinhos na mesa de vidro da sala, aguardando o momento de ficar milionária assim, sem mais nem menos.

Carái. E ainda tem gente que cai nessa roubada, mesmo depois de anos desses emails idiotas circulando pela internet. Desta vez, pasme você, isso veio pelo meu Facebook. É tanto furo nessa história, que fica até difícil saber por onde começar. Mas eu diria que:

– um advogado com nome brasileiro/português me escrevendo do Togo em inglês não é lá bom sinal;
– uma firma de advogados cujo nome tem o primeiro nome do advogado, ao invés do sobrenome, não é um bom sinal de jeito nenhum – você contrataria os serviços de algo como ‘José, Raimundo & Sebastião Advogados Associados’?
– um advogado que é sócio da firma, mas tem como endereço de e-mail uma conta no hotmail francês (sendo que seu nome é brasileiro/português e ele escreve do Togo em inglês), e não um email da própria firma, é um péssimo sinal;
– uma firma de advogados que tem um cliente endinheirado como parecia ser o senhor X, mas aparentemente não pode pagar um simples revisor pra corrigir os erros primários de inglês em uma carta de negócios, é um sinal muito ruim mesmo;
– uma firma de advogados que decide, sabe-se lá como, que eu sou a única e legítima herdeira dos milhões do senhor X só porque temos o mesmo sobrenome deve ser uma empresa realmente porreta, né não?
– eu queria muito saber que tipo de engenheiro era o senhor X, pra acumular 8,5 milhões de dólares (OK, isso até que é possível, é só perguntar pra certas pessoas pela brasilândia), porque meu pápi era engenheiro e essa quantidade de zeros costumava ficar à esquerda, não à direita, na conta dele;
– meus colegas de faculdade me encontraram através do Facebook, minhas amigas de intercâmbio me acharam pelo Facebook, mas uma firma de advogados lidando com uma herança de 8,5 milhões de dólares me catando no Facebook é querer forçar a amizade, né?

O senhor X partiu desta para melhor em um acidente de carro, tadinho. Mas já recebi mensagens semelhantes com pessoas, às vezes famílias inteiras, que morreram em desastres aéreos na Nigéria, explosões de minas no Iraque e emboscadas no Congo. O mundo anda mesmo muito perigoso e meus entes queridos trilhardários – cuja existência eu e toda a minha família de pés-rapados desconhecíamos por completo – eram um tanto quanto irresponsáveis, se enfiando em lugares assim. Agora, serião, o mais incrível é que, se esse tipo de e-mail ainda circula impunemente pela rede depois de tantos e tantos anos, é porque ainda tem gente sonsa pra cair no conto. Que coisa…

Anúncios

32 respostas em “O dia em que eu quase fiquei milionária

  1. Sério que vc tb recebeu? Nossa, eu achava que eles tinham escolhido a mim, por ser a pessoa que tem o melhor coração do mundo. que injustiça.
    Achava que iria fazer história! hahahahahahaha

    Bjs!

    • Bem vinda ao clube, Eve. Você também ia herdar 8,5 milhões? Como tem parente engenheiro rico morrendo na África atualmente, né mesmo??? 😀

  2. Puxa, a coisa ta mesmo preta pro meu lado. Nem herança falsa estão mandando…
    Ainda não foi desta vez que você ficou milhonária? Fica tristinha não, Mônica! No meu testamento deixo para você minha coleção de CD´s e DVD´s. Não são 8.5 milhões de dólares mas são muitos e já é alguma coisa, né? Pena que vai demorar para você curtir. Lembra da data prevista para a nossa “desencarnação”? Então, é coisa pra depois de 2050. Até lá CD e DVD não servem para mais nada.
    Gente, que papo ruim, não?

    • Que nada, enquanto o papo estiver assim, tá é muito bom!!! 😉
      Só mesmo na base da herança falsa pra eu achar que tou rica, né? Ainda não sei se estou milionária, não rolou uma Mega acumulada ontem? Eu acho que eu joguei (mas nem tenho certeza, tenho que olhar na minha carteira pra ver se eu realmente fiz isso, ô cabeça!).
      Ai que bom, sua coleção de CDs e DVDs é show, Quero ver quem vai levar a coleção imensa de carrinhos, eu aqui com as minhas bonecas já estou totalmente sem espaço.
      Se a gente for seguir aquele questionário sobre estilo de vida, baby, nós vambora aos 94, tá lembrado? Vai demorar pra dedéu, êba!!! 😀
      bjk

  3. Você pelo menos ganhou uma herança. Eu recebo todo dia propostas de remédios e outros métodos para aumentar o pinto, e outras oferecendo viagra e similares. Quer dizer, estou por baixo mesmo, já que minha situação além de crítica é pública!!!

    • Wagner, e não é que eu recebo desses também? E também daqueles de como enlouquecer uma mulher de prazer. Que bobagem, né, qualquer pessoa bem informada sabe que pra isso só é necessário um shopping center bacana e um cartão de crédito sem limite!!! 😀

      • Monica, hoje com a Internet nem é preciso mais um shopping center, basta o cartão de crédito. Mais uma conquista das mulheres pra simplificar a sua vida, né não ?!!!!!!!!!!

  4. Pois é. Tava eu todo pensativo aqui no canto, pensando nos oito e meio milhões de dólares herdados pela Mônica, enquanto vasculhava na memória a eventual existência de algum olvidado tio-avô em Timbouctou ou em Burkina-Faso, quando de repente – tchamtchamtchamtcham – abriu-se luminosa a mensagem no mail:
    FELICITATIONS! Vous êtes l’heureux gagnant du prix d’un Montant de: 500,000.00 Euros!
    Bom, tá certo, quinhentos mil euros não são oito milhões de dólares, mas ajudava pelo menos a esperar até que o tio-avô de Madagascar…
    E, pelo jeito, nem é difícil receber esses trocados. Me comunicaram um número que eles chamam de NIG (Numero d’identification des Gagnants), que, misteriosamente eu tenho que comunicar para eles (será que têm memória curta e já se esqueceram?) e pimba, o dinheirinho cai na caixinha. Já estava eu me apressando para lhes responder quando vi a quem: maitredadikaba@voila.fr
    Maitre Dadi Kaba me pareceu um pouco esquisito. Na França. Embora o numero de telefone comunicado fosse tudo, menos francês (algum paraíso fiscal, talvez?)
    Não quero parecer um mineiro desconfiado, deusmelivre, mas acho que nesses casos é sempre bom contar com um sólido aconselhamento. Por isso me dirijo a quem tem tirocínio e, pelo visto, vasta experiência. Mônica, o que você me aconselha? (E nem precisa ser igual ao Al Pacino, “free of charge”).
    Antecipando agradecimentos,
    bjk

    • O que eu adoro nessas loterias é que a gente ganha o prêmio sem nem mesmo ter jogado! Eu tenho a maior trabalheira quando a Mega acumula e aí dá aquela coisa de ‘nossa, 40 milhões, tenho que jogar 2 reais!’, tenho que sair de casa, pensar nos números, enfrentar fila, desembolsar din-din, esperar pra conferir o resultado e tudo o mais… Já essa loteria afro-francesa te dá 500 mil euros assim, de bandeja? Tou dentro, uai!

      E viu que bacana o endereço de Monsieur Kaba? ‘Voila’!!!
      Quanto ao sólido aconselhamento, bem… Mineiro é sempre desconfiado, tou achando a esmola um pouco demais. Melhor agir com prudência, né? Tudo com temperança;;;
      bjk

  5. coisas que movem a emoção, para alguns, irresistivelmente:

    – vc está sendo traído
    – sua chance de ganhar milhões
    – vc ganhou milhões
    – o depósito foi realizado em sua conta como o combinado
    – lembra dessa foto?
    – olha aí a foto da nossa festinha no motel

    felizmente ainda é necessário uma ação nossa para a coisa continuar, ou um “clique aqui” ou um “ligue para”…

    mas tem gente clica… e tem gente que liga…

    como se sabe, não existe o malandro sem o otário.

    • Camargo, é impressionante o tanto de gente que clica e liga. Alguns, mais mineiros que outros, ainda me enviam uma mensagem me perguntado se eu acho que eles devem clicar ou ligar. Pelamor! Dá vontade de falar ‘claro, clica aí, não custa checar!’. Emails dessa sua lista a gente recebe quase todo dia, né? Ainda tem outro que o pessoal morre de medo: seu nome está no Serasa. Como diria minha mãe (hoje estou filosófica ‘a nível’ familiar…), assombração sabe pra quem aparece. Minha avó completaria: um gambá cheira outro.

  6. grandes verdades eternamente guardadas nos ditos populares…

    serasa, atualização de cadastro, polícia federal, AJUDA AO HAITI, é tanta coisa pra clicar…

    ainda bem que não inventaram uma armadilha que dispense o nosso clique… ainda.

    • Hahaha, essas coisas a gente deleta rapidinho e não guarda de jeito nenhum, né? Ultimamente eu nem tenho recebido mais essas mensagens, tou começando a achar que esgotei minha cota de parentes milionários, infelizmente… 🙂

  7. ok
    que pena…
    é que me contataram da mesma forma que você!!
    Também do Togo…advogado com sobrenome português… MSN FR… acidente só que de trem…
    abraço

    • Impressionante o número de acidentes fatais no Togo envolvendo pessoas com nome em português, hein? Eu é que não me arrisco aparecendo por lá! 😀
      abraço

  8. e se eu te disser que um tal de advogado David Abravi me mandou o mesmo email , você acredita ??? O meu parente falecido se chamava Augusto F. Oliveira KKKKKK e o tal advogado ainda teve a cara de pau de me mandar a foto do suposto acidente … ele acha mesmo que sou idiota só pode .

    • Esse povo joga verde pra colher podre, Marina (nem é maduro mais!). Se colar, colou, são milhões de mensagens pra ver se alguém dá retorno. Deve dar, viu, porque já vejo esses e-mails circulando há anos – se ainda continuam, é porque em algum momento alguém cai na conversa, né? 🙂

  9. Mônica, eu respondi ao advogado do meu parente falecido em Toga e fiquei miliardário. Estou querendo até lhe dar um tigre branco de presente…

  10. kkkkkkkkkkkkk acabei de receber um email com esse mesmo texto. kkkkkkkkkkk respondi que também acredito em coelhinho da páscoa e papai noel!!!!!!!!! novembro de 2014

  11. tb me senti milionária HJ..
    Dear Pimentel,

    I am Barrister Romeo Koublanou from Lome-Togo, a solicitor at law. I am making this proposal to you in respect to the death of Late (Mr: Ruiz A.Pimentel) who was my client until his death in a motor accident leaving the sum of €10.5million in a bank here. I seek your consent to present you as the next of kin to my late client since you are a foreigner and you have the same last name with him so the bank will transfer the money to you for our mutual benefit.

    Best Regards
    Barrister Romeo Koublanou

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s