Como nossos filhos

Um belo dia você finalmente compreende que seu pai estava certo. Só que aí você já tem um filho que acredita que você está errado…

Anúncios

10 respostas em “Como nossos filhos

  1. Mônica,
    na adolescência eu pensava que todo adulto tendesse a ser canalha. Agora, já representando outro papel, devidamente acanalhado, sinto tudo que filhos (as) têm de anjinhos e todas as virtudes deles…
    (Pensar que já fui um “deles”…)
    Tsk… Tsk… Tsk…

    • Pois é, Stélio, nada como um dia depois do outro, kkk…
      Nada de novo debaixo do sol, né? Tudo depende do lado em que a gente está. Reconhecer isso é que são elas! 🙂
      bjk

    • E, quando a gente vira pai e fica no meio do chumbo cruzado (entre o que o pai da gente falava e o que os filhos dizem) é que vê como a situação é complicada! 😛
      bjk

  2. Mônica,

    Há poucos anos atrás eu era um adolescente que vivia em Formiga, uma das cidades mais importantes de todo o Universo. Uma terra de pessoas formigáveis. E eu me lembro de meu pai voltando algumas vezes a um mesmo assunto:
    – Meu filho, você nunca deve esperar receber de uma pessoa mais do que ela pode lhe oferecer.
    Sábias palavras!…

    Paulo

    • Paulo,

      essa do seu pai vai pro meu caderninho de frases memoráveis. Sapiência em estado puro. Ele estava certíssimo!

      Esse ‘formigáveis’ foi a cereja no bolo… 🙂
      abraço

    • Pior do que ‘tal pai, tal filho’, é o ‘tal avô, tal filho’… 😀
      A genética é mesmo uma realidade terrível, já dizia meu pai!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s