Pense positivo

Quando você chegar em casa achando que o seu dia foi uma m*rda, console-se. Tem gente que consegue fazer muito mais (o texto original estava em um jornal inglês, mas quem disse que eu me lembro qual?):

* Tentando ficar mais quentinho no gelão do inverno, um cipriota de 50 anos resolveu acender seu aquecedor à parafina. Infelizmente, ele o derrubou acidentalmente, fazendo com que suas roupas pegassem fogo. Desesperado, saiu correndo de casa e se jogou em um reservatório por ali, onde acabou se afogando.

* Após o acidente com o navio petroleiro Exxon Valdez no Alasca, o custo médio de reabilitação de uma foca era de aproximadamente 80 mil dólares. Em uma cerimônia especial, duas delas, cuja recuperação tinha sido particularmente cara e difícil, foram devolvidas a seu habitat natural, em meio a aplausos e ‘êêêês’ entusiasmados da plateia. Minutos depois, as duas focas foram devidamente devoradas por uma orca.

* Uma estudante de psicologia alugou um quarto extra de sua casa para um carpinteiro, a fim de irritá-lo profundamente e então estudar suas reações. Depois de algumas semanas, o paciente (nem tão paciente assim!) surtou e desceu o cacete na moça, deixando-a com graves sequelas neurológicas.

* Em 1992, Frank Perkins, de Los Angeles, tentou entrar pro livro dos recordes, ficando o maior número de horas sentado num mastro de bandeira. Faltando menos de oito horas para o recorde das 400 horas, ele desistiu e desceu. A essa altura, seu patrocinador tinha falido, sua namorada tinha lhe dado o fora e a luz e o telefone de sua casa tinham sido cortados.

* Uma mulher chegou em casa e viu o marido na cozinha, tremendo incontrolavelmente, com o que parecia ser um fio que saía de sua cintura e ia parar na chaleira elétrica. Imediatamente, tentando livrá-lo do choque, ela o acertou com um pedaço de pau (wtf?) que encontrou atrás da porta. O marido quebrou o braço em dois lugares. Uma pena, já que ele estava só lavando os pratos enquanto ouvia música em seu iPod.

* Dois ativistas pelos direitos dos animais estavam em frente a um matadouro em Bonn, fazendo um protesto contra o tratamento cruel dado aos porcos antes de serem abatidos. De repente, os dois mil porcos que estavam no local saíram em desabalada carreira, derrubaram a cerca e fugiram, não sem antes pisotear e matar os dois desavisados.

* Um terrorista não colocou o número correto de selos na carta-bomba e ela acabou sendo devolvida para o seu endereço. Isso aí. O sujeito abriu a carta, ela estourou na cara dele e ainda arrebentou nove dedos.

* Shizo Kanakuri sumiu enquanto corria a maratona dos Jogos Olímpicos de Estocolmo, em 1912. Ele foi declarado desaparecido na Suécia por 50 anos, até um jornalista encontrá-lo vivendo tranquilamente no sul do Japão. O que aconteceu foi o seguinte: o atleta, que estava morrendo de sede durante a corrida, resolveu parar numa festa ao ar livre pra tomar um suco de laranja, ficou por ali por mais ou menos uma hora, pegou um trem de volta pro hotel e de lá foi direto pra casa no Japão, morrendo de vergonha de tudo e todos. Mas a história tem um final feliz: em 1966, Kanakuri aceitou o convite para retornar a Estocolmo e completar a corrida. Seu tempo final – sem dúvida um recorde a ser batido – foi de 54 anos, 8 meses, 6 dias, 8 horas, 32 minutos e 20.3 segundos!

Anúncios

7 respostas em “Pense positivo

    • Ou, como diria a lei de Murphy para ciclistas:
      “Não importa aonde você vá, é sempre morro acima e contra o vento”! 😀
      bjk

  1. Isso é o que eu chamo um “post de segundona braba”. Nem sempre é uma boa ideia tentar consertar uma coisa que já esteja ruim. O tiro pode sair pela culatra. Abaixe a cabeça, feche os olhos, siga em frente, finja que não foi com você, não se envolva. Um hora (dia/mês/ano), passa.

    • Teles,
      veio de um jornal inglês que eu li há tempos, recortei e guardei pra usar com meus alunos. Se é tudo verdade, isso eu não sei (mas, levando-se em consideração a enorme capacidade do cerumano pra fazer m*rda, não duvido nada!). A última, sobre o corredor japonês, é verdade sim, já li outras reportagens sobre o caso… 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s