Cartas para Julieta

Analisando a situação fria e racionalmente, parece não fazer o menor sentido ficar pedindo conselhos sentimentais à adolescente Julieta Capuleto, personagem fictícia de uma peça de teatro e que, além de tudo, está a anos-luz de poder fazer parte da turma do ‘viveram felizes para sempre’. Mas, quando se trata do grande amor da sua vida, aquele pelo qual você derrama baldes de lágrimas e passa as noites acordada devorando toneladas de chocolate, vale tudo e não vale a pena economizar no pedido de socorro.

E é por isso que, todos os dias, centenas de jovens deixam cartas e bilhetinhos pregados nos muros internos da suposta residência de Julieta, em Verona, e é por isso que as pessoas ainda lotam as salas de cinema para assistir a filmes adoravelmente bobinhos sobre a busca e a descoberta do verdadeiro amor. Os críticos reclamam que as histórias são previsíveis, mas vamos combinar que ninguém ali pagou ingresso para ter duas horas de personagens complexos e reviravoltas mirabolantes no roteiro. É tudo tão deliciosamente previsível que, se eu te disser que Cartas para Julieta fala sobre uma garota noiva de um cara legal, mas que não tem tempo pra ela, uma senhora inglesa que deixou para trás o grande amor de sua vida, e um neto aparentemente antipático, mas no fundo boa gente, tudo isso com vista para as maravilhosas paisagens italianas do Vêneto e da Toscana, você já deve estar com princípio, meio e fim da história prontinhos na cabeça.

Mas existem dois ótimos motivos para assitir a esse filme. O primeiro, claro, é a Itália. Belas piazzas, sacadas floridas, ruelas medievais por onde só se passa mesmo a pé ou de lambreta, charmosos ristorantes com mesinhas na calçada, quilômetros e mais quilômetros de campos com vinhedos e ciprestes ladeando as estradas, está tudo lá, em technicolor. Pra nossa sorte, são mais ou menos 250km entre uma cidade e outra (e grazadeus os personagens não têm preguiça de ficar no vai-e-vem), então é um festival de paisagens espetaculares em dias de verão absolutamente perfeitos. Quem quiser ver Siena e Verona mais belas, só mesmo pegando um avião pra conferir ao vivo.

O segundo motivo atende pelo nome de Vanessa Redgrave. Aos 73 anos, ela preenche toda a tela quando está em cena, e imagino que Amanda Seyfried (a jovem Sophie, responsável pela viagem da senhorinha à Itália) e Chris Egan (o neto Charlie) não tenham se importado nem um pouquinho de ficar ali na retaguarda. Sua Claire Smith é adorável, delicada e um tantinho aventureira, e é claro que todo mundo na plateia fica na maior torcida para que ela reencontre Lorenzo, seu grande amor, vivido pelo ator italiano Franco Nero (seu marido na vida real). Nem precisa muito esforço na torcida, afinal esse é um romance com happy end, lembra?

Li em algum lugar (eu e essa minha mania de não guardar o endereço pra fazer o link!) que histórias assim são antiquadas e perpetuam valores ultrapassados. Pode até ser, mas acho isso uma grande bobagem. Um bom romance nunca vai sair de moda e a ideia de que o eterno e verdadeiro amor existe e está aí, bem do seu lado e à sua espera, ainda faz tanto sucesso hoje quanto há séculos atrás, quando Shakespeare escreveu Romeu e Juieta. A gente só faz questão mesmo é de, desta vez, ter um final feliz.
***

Anúncios

8 respostas em “Cartas para Julieta

  1. Delícia, vai ficar na minha lista de filmes pra ver. Só quem nunca encontrou o amor de verdade (porque não deu ou por que não quer) pode achar que o assunto é besteira… basta ver a quantidade de coisa escrita sobre o assunto na história da humanidade! E ninguém conseguiu ainda chegar a uma conclusão…

    Eu estive em Verona (há muuuuitos anos atrás) e tirei uma foto por baixo da sacada da suposta casa da Julieta… Verona é mesmo linda.

    Menina, não sabia que ela era casada com o Franco Nero! Acho esse homem o máximo desde que o vi com os meus 16 aninhos no filme Querelle! Não dava pra acreditar naquele papel de gay… o homem emanava macheza!

    Bjs,
    Ana

    • Verona é mesmo linda, e pra mim foi uma grata surpresa. Passei por ela (acabei ficando mais do que tinha planejado) a caminho de Veneza, e hoje falo pra todo mundo não perder de jeito nenhum. E fui no inverno, perto do Natal, então tinha bem menos turistas, o que foi um bônus!

      Pois é, Franco Nero é o marido da Vanessa. Pelo que me lembro, eles têm até um filho juntos. Ator também, claro, que ali no clã ninguém tem outra profissão… 🙂

      Não me lembro dele em Querelle não, ele era o oficial? Só me lembro, e mal, do Brad Davis. Tenho poucas lembranças do filme. Bom, mas atualmente eu tenho problemas pra lembrar o que comi no almoço, então…

      bjk

  2. oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii monica!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    muito legal!!!!!!!!!!!!! ja assisti esse filme ai que vc,falo!!!!!!!!!
    tambem tenho um filme bem legal pra te mostra!!! e o filme yu gi oh o filme.vc vai gosta!!!!! vc pode,ver no yotube!!!!!!!!!
    beijokas da elo!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Assisti!
    assisti e amei..
    A meu ver:Se for pra mim assistir quase duas horas de filme e ele acabar em morte, dor , tristezas e despedidas…dai eu nao preciso assistir filme, vejo tudo isso na vida real.
    Gosto sim de um fime bem clichezinho com um otimo mocinho e um final feliz..Por isso mesmo amei cartas para Julieta.
    E as paisagengens realmente sao lindas, fazem o filme valer a pena.

    Ai, Monica:continuo me surpreendendo com seu blog e seu repertorio de posts super legais.
    bjos

    • Obrigada, Greici! Fico super feliz quando as pessoas gostam do que eu escrevo, às vezes redescubro posts mais antigos – como este – através dos próprios leitores! 🙂
      O filme é uma delícia, né? Eu até gosto dos filmes mais dramáticos, de vez em quando sem final feliz, mas tenho que estar preparada pra eles. Já os clichezinhos, como você disse, são ótimos pra relaxar e deixar a gente feliz. A gente merece, né?
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s