Poente

Pôr-do-sol na Serra da Canastra (MG)

Anúncios

8 respostas em “Poente

  1. Que lindo.
    Sabe que foi aqui que eu consegue apreciar mais os poentes? O sol demora mais de se pôr e as cores são mais interessantes. Mas, eu não dispensaria um na serra nem morta. rs

    Bjs!

    • Eve,
      minha casa ficava perto da lagoa da Pampulha e tinha um terraço enorme que dava pro poente. A gente via coisas maravilhosas de lá (e tudo 0800, e sem Photoshop, como diz meu irmão). Eu gosto muito de fotografar essa hora do dia, e o amanhecer também, apesar de ser mais difícil, hehehe…
      Adoro como os tons vão do amarelo ao lilás, como o sol vai mudando, sobretudo no inverno, quando as cores são bem marcadas. A gente fica só na cidade e, se bobear, vai se esquecendo de como essas vistas são bonitas!
      bjk

    • GeGe,
      eu voltei à Canastra depois de muuuuitos anos e o lugar continua lindo. Realmente o incêndio desta vez fez um bom estrago, mas a Natureza é mesmo impressionante (depois coloco fotos): acredita que, apenas alguns dias após os focos serem apagados, a gente já via o verde brotando no meio do cinza? Uma beleza… Os bichos estão meio sumidos por conta do fogo – lobos-guará, tamanduás, veados campeiros – mas a quantidade de pássaros é incrível, até dentro da cidade. E a variedade da flora do cerrado é de deixar qualquer fotógrafa amadora que nem eu doidinha! 🙂
      Abraço!

  2. Mônica,

    Já fui algumas vezes à Serra da Canastra e, além das cachoeiras maravilhosas, tem um lugar lá que é muito especial. Chamam de Jardim da Babilônia. E não é à toa: nunca vi vegetação tão exuberante, parecendo que alguém plantou e cuidou com muito carinho de vários canteiros cheios de flores! Acho que foi Deus…

    • Lygia,
      desta vez o fogo pegou feio tanto do lado do chapadão da serra da Canastra como do lado da serra da Babilônia… Mas é incrível como a Natureza se recupera (e como o fogo é até necessário para que ela se recupere): no meio do esturricado do terreno já brotavam flores e plantas, e as quaresmeiras estavam carregadas, uma beleza. Eu já estive por lá depois das primeiras chuvas da primavera e a exuberância da flora é uma coisa de louco mesmo. Depois vou colocar algumas fotos aqui no blog, o danado é que o pessoal local fala pra gente o nome de tudo, mas quem é que se lembra depois? 🙂

  3. Ei Mônica..
    que foto linda! O lugar deve ser maravilhoso né? bela idéia para um dia de setembro. Por mais que tudo esteja seco, essa época do ano é uma delícia…e uma beleza.
    Ahhh…comeu muito “queijim”??? rsssssssss
    Beijos

    • O lugar é lindo, Cris, com tudo seco ou verdinho. O pôr-do-sol visto desse lugar, chamado Curral de Pedras, é de cair o queixo. E, claro, queijo canastra não podia faltar, né? No café da manhã, pra fazer uma boquinha com um cafezin’ ou na sobremesa, com uma goiabada cascão… 🙂
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s