Onqofui: Vargem

Pode acontecer de você estar assim, pela estrada afora, que nem Chapeuzinho, indo de Minas pra São Paulo ou de São Paulo pra Minas. Se ninguém contasse que existe um lugar como esse da foto, você descobriria sozinho?)  Então leia a super dica do Camargo, que esteve por lá.
(e se você também conhece algum lugar imperdível, envie seu texto pra cá – cronicas_urbanas[arroba]hotmail[ponto]com, que eu publico!)

***
Essa semana estive em Bragança Paulista, visitando meu editor. De lá fomos a São João da Boa Vista. Mas o lugar interessante fica em Vargem, na beira da Fernão Dias, pertinho de Bragança, e pertinho de Minas, sô. Fomos no restaurante de um francês (legítimo), daqueles revoltado com as coisas que acontecem e não acontecem no Brasil; que sentem saudade da terrinha velha, mas que não arredam pé do torrão verde e amarelo. O restaurante é delicioso e os pratos fantásticos. Não tem como não sentir o paladar do interior da França, mas com um toque não de brasilidade (não que por aqui não tenha gente séria), mas talvez com um toque nórdico, pq a franqueza do dono em relação aos pratos era impressionante. Não fez questão nenhuma de empurrar pratos a mais e ainda avisou se fosse pedida uma entrada (que era barata), poderia ser pedido meio prato principal que ainda sobraria. Isso não se vê em restaurantes do gênero. Dito e feito. Muito bem servido e de alta qualidade. O restaurante fica num lugar meio insólito, um bairro de cidade pequena, quase na marginal da Fernão Dias. Sobe bruscamente por uma ruela de cimento dentro da propriedade do restaurante, por onde só passa um carro e lá de cima a vista é bela. O nome é restaurante do Francês mesmo, coisa de cidade pequena,  e fica na marginal da rodovia. Pelo google earth se localiza em 22°54’24.42″S / 46°25’53.41″O. Se a idéia é onquefui? Esse lugar é pra ir.

Anúncios

12 respostas em “Onqofui: Vargem

    • Ana,
      ainda não conheço a Noruega (é… tá na lista… tá na lista!), o lugar é mesmo lindo!
      Toda a região da Dordogne é maravilhosa. Ainda quero fazer uma viagem por ali com bastante calma, como fiz quando visitei a Irlanda, pegando o carro e parando nos vilarejos. Passei por lá muito rapidamente, ficou uma penca de pendências! Tinha uma amiga que morava em Brive, que costuma ser o ponto de partida pra quem explora a vizinhança. É tudo lindo demais!
      bjk

    • É interessante como algumas paisagens são parecidas, apesar de estarem geograficamente distantes, né? Aqui em Minas também existem vários lugares assim, com essa ‘cara’. Muito lindo o lugar, e o restaurante é mesmo de dar água na boca…
      bjk

  1. sabe que o francês, dono do restaurante e que gosta de conversar, não tem nem celular, quanto mais endereço na internet. Disse que usou computador uns tempos, mas logo baniu o uso do seu dia a dai… bem, ao menos esse não tá esperando pra ver se a internet vai dar certo. Mesmo assim encontrei algumas citações em sites e blogs, que dá pra se orientar melhor:

    http://www.guiadovinho.com.br/onde_brag.htm

    http://www.borisindica.com/?p=82

    • Uau, com prazer! Não conheço Mendoza ainda, mas Santiago – aliás, o Chile todo – é uma beleza. Eu fiz o caminho inverso: comecei em Santiago e desci para o sul, daí atravessei os Andes de ônibus pra Argentina, mas caindo em Bariloche. Em pleno julho, mó frião. Você vai adorar.
      Tome bons vinhos por nós…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s