Da felicidade

Quantas vezes a gente, em busca da ventura,
Procede tal e qual o avozinho infeliz:
Em vão, por toda parte, os óculos procura
Tendo-os na ponta do nariz!

                              (Da Felicidade – Mário Quintana)

Anúncios

15 respostas em “Da felicidade

  1. A felicidade está sempre mais perto do que onde a procuramos.
    Nas pequenas coisas que nos fazem bem no dia a dia.
    Pena que alguns de nós descobre isso, por vezes, tarde demais.
    Beijo!

    • Accácia,
      a gente tem mesmo que se lembrar dessas pequenas coisas, né? É um exercício diário, sem dúvida. É a elas que tenho dedicado meu tempo e energia ultimamente, e nunca me arrependo… 🙂
      bjk

  2. Quintana sempre encanta
    Com os versos que tanto diz,
    Mesmo com poucas palavras
    Enriquece qualquer aprendiz.

    Quintana sempre Quintana.

    Bjos de montão, Mônica.

  3. Bah… verdade!!!

    Tu tinha que vir aqui em POA um dia pra conhecer a Casa de Cultura Mario Quintana, é linda e tem uma vista maravilhosa.

    Se um dia tu vir, me avisa q te levo!!!

    bjoka e bom findi!

    • Menina, fui a Porto Alegre há tantos anos que nem me lembro. Só lembro que foi uma correria, fui dar um curso e tive que voltar antes de ter uma folguinha pra passear pela cidade, só vi a Casa de Cultura por fora…
      Podexá que vou te dar trabalho!!!
      bjk e ótimo findi procê.

    • É assim que a gente fica quando está fazendo prova de alemão? 🙂
      Eu hoje tava olhando os meus papéis de exames de inglês pra ver a correspondência com os de alemão e uau! você tá num nível super bom, se pensar que está aí há tão pouco tempo e que alemão é aquela dureza… Parabéns!
      bjk

    • Ana,
      esse também é dos meus favoritos! (porque eu acho difícil escolher um só quando se trata do Quintana…). De uma simplicidade e uma profundidade quase assustadoras!!! Quintana é mesmo tudo de bom e mais um pouco.
      bjk

    • Pois é, às vezes a gente acha que só o sofisticado/difícil é que é bom, né, quando na verdade os maiores prazeres estão nessas pequenas coisinhas simples. O Quintana é um ótimo exemplo! 🙂

  4. Mônica,

    Isso de eu ficar saracoteando pela aí me faz perder muitas bonitezas. Quando você nos trouxe esta linda e sempre oportuníssima quadrinha eu estava em Buenos Aires, obrigado a fazer parte do MSI, o Movimento dos Sem Internet. Daí que estou chegando tão atrasado ao post. Mas, mesmo assim, não resisto em recordar os versos da minha infância, de Vicente de Carvalho:

    Essa felicidade que supomos,
    Árvore milagrosa, que sonhamos
    Toda arreada de dourados pomos,
    Existe, sim: mas nós não a alcançamos
    Porque está sempre apenas onde a pomos
    E nunca a pomos onde nós estamos.

    Não é catita?
    Bjs,
    Evando

    • aaaahhh, que bonitinha!!! Adorei!!!
      Mas você não pára quieto, hein? Daqui a pouco a PF vai se recusar a te dar passaporte, reclamando que você tá gastando demais!!!
      Tenho ótimos amigos e ótimas lembranças de Buenos Aires. E o caboclo viajador já está me chamando de novo, êita…
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s