Novembro

Eu não sou de implicar à toa com essa ou aquela época do ano mas, francamente, ainda não entendi muito bem qual é a de novembro.  Você está preparada pra entrar no clima de calor, horário de verão, vitrines das lojas mostrando os modelitos esvoaçantes e fresquinhos e aí, bem no dia em que você decide que o inverno realmente já se foi e que é hora de mandar os edredons para a lavanderia, o tempo muda. A temperatura despenca, você tem que tirar algumas roupas de frio que já estavam encaixotadas e guardadas no alto do armário, você saiu de casa de camiseta de alcinha e sandália aberta e o tempo mudou na hora do almoço. Nem é tanto o frio, que os termômetros ainda estão civilizadamente anunciando os 18, 19 graus, mas e esse vento gelado, de onde veio? Essa chuvinha fina que não pára, o tempo até ameaça abrir, de repente baixa o céu, com raios e trovões e tudo. Você sai de casa esperando todas as estações em um dia só.

Em novembro as pessoas estão cansadas. Alunos e professores entram em contagem regressiva para as férias, mas a verdade é que ainda falta mais de um mês, e mais de um mês demora uma eternidade pra passar, ainda mais quando se tem provas para preparar, fazer ou corrigir. As pessoas começam a querer desacelerar, o ano está acabando (mas ainda são dois meses para o fim do ano!), já tem quem ache que ‘agora, só ano que vem, depois do Carnaval’, mas na realidade a lista de pendências ainda é gigantesca, ela precisa ser zerada antes do novo ano e muita gente começa a entrar em parafuso: não vai dar tempo.

Vem a chuva, os engarrafamentos quilométricos, o cansaço, e o golpe de misericórdia é dado no meio do mês: você vai ao shopping com as crianças e lá está ele: Papai Noel, em carne, osso e peruca tosca. Mas já? Você olha a sua volta e as guirlandas verdes com luzinhas e laços de fita vermelhos pendem do teto das lojas, a árvore de Natal está lá, enorme no meio do salão, se prestar atenção vai notar que é o CD de Natal da Simone tocando ao fundo mais uma vez, e as pessoas estão na fila pra comprar panetone na promoção. E ainda não é dezembro (nesse momento, você nem quer pensar na confusão que costuma ser o último mês do ano…).

Novembro é meio assim, um limbo pelo qual a gente precisa passar para ter direito ao calor, ao sol, ao verão, às festas. Talvez um ensaio para o caos de dezembro com suas confraternizações do escritório, com os amigos, a festinha de Natal das crianças na escola e o caos das compras de última hora (e você jurou que este ano ia fazer tudo com antecedência, lembra?). O frio derradeiro, embora a chuva tenha vindo pra ficar até que as águas de março fechem o verão.

Eu gosto muito do final do ano. Mas ainda não consigo achar muita graça em novembro.

21 respostas em “Novembro

  1. Pois eu vou discordar, adoro novembro, e, talvez, pelos mesmos motivos que você odeia: o fim do ano está chegando, você começa a pensar como, e com quem, vai aproveitar o fim do ano (e essas combinações as vezes são melhores do que o fato em si). Também ainda dá tempo de pensar como se livrar das chatices de natal (incluindo aí o CD da Simone, o amigo oculto do escritório, o jantarzinhoa com a titia, e por aí vai), como comprar logo tudo que precisa pra poder passar dezembro bem longe dos shoppings. Aquele calor insuportável de dezembro ainda não chegou, um friozinho de vez em quando vai bem, enfim, não tenho nada contra.

    • Rá! Nada como ‘always look on the bright side of life’, como diria a musiquinha do Monty Python no fim de A Vida de Brian! Vou me lembrar do seu comentário quando estiver achando que novembro já deu… 🙂
      Eu adoro o frio, o que me incomoda é ele chegar às 13.23h de uma quinta-feira e me pegar totalmente desprevenida, anos-luz antes de poder voltar pra casa e pegar um casaquinho!
      Numa coisa eu concordo com vcocê, eu me antecipo sempre e compro todos os presentes antes do Armagedon consumista, e geralmente fujo dos ‘xópins’. Perto de casa tem umas lojinhas super bacanas e originais, acabo ‘matando’ tudo sem ter que ir muito longe, uêba!

      • confesso que tem uma certa dose de parcialidade no meu comentário, já que eu nasci em novembro!!!!

  2. E eu que sempre gostei do meu novembro, tenho que dar o braço a torcer e concordar.
    limbo aqui é pouco. Acho que até agora só teve um dia de sol. e durou meia hora. ;P
    bjs

    • Imagino, Eve!
      E você estava tomando banho e nem teve tempo de ver, né! Mas agora é a hora de morrer de medo de céu azul e sol aí na Europa. Em dias assim, pode saber que o frio vai ser de rachar!!! 🙂
      bjk

  3. E não é que você tem razão? Tava me questionando por que eu estava tão desanimado esses dias. A resposta taí no post.

    Se agosto é o mês do cachorro louco, novembro deveria ser o mês do gato de armazém.

  4. Coitado do Novembro….Ninguém gosta dele..até mesmo aqui na Suécia pouca gente gosta…as árvores ficam sem folhas, aspecto cinza, chuvisco, frio…sem sol, sem neve…vento..ou seja, poucos gostam. Rogaram praga para esse tal “Novembro”.

  5. Menina, eu achava que era só eu! Sempre detestei Novembro, mês bobo, nada de grande acontece, mês de transição ou limbo (nome muito bem dado). Ainda outro dia comentei isso com a Luísa. É chuva, é frio de rachar, e temos de comprar os calendários de Natal a correr senão em Dezembro já não há! Êta mundinho pequeno, sô!
    Bjs,
    Ana

  6. Novembro nasceu minha 1o filha, um calor!!
    Dia da bandeira não é 15 de novembro?
    Aqui tá ótimo, ventinho frio de noite, não está chuvendo, solzinho de manhã.
    Beleza!!!

    • Ah, mas com filhota nascendo em novembro a coisa melhora muito, né? Ela é de 15 de novembro? É dia da Proclamação da República, o dia da Bandeira é dia 19. Parabéns pra ela! E se for com solzinho, então, até que dá pra levar na boa, né…
      bjk

      • Meu Deus, onde foram parar minhas aulas de Moral e Cívica?
        Não minha filha é de 27/11.
        Falar de clima pode ser bobagem, é bobagem, mas quando temos um estação o ano todo e muda um pouquinho, já dá pra fazer festa.
        Bj

  7. Eu não curto novembro… pelo simples fato de que toda essa função de papai noel, musiquinha ambiente, encartes em vermelho e verde, o calor que dá aqui no sul (um calor abafado e angustiante) me estressam!!!!

    kkkkkkkkkkkk

    • Ah, já essa história de Natal eu curto adoidado! O problema do calor com chuva é que a gente tem que fehcar as janelas, aí quase morre assado dentro de casa! Os extremos é que são chatinhos, né…

  8. Pois o que eu guardo de Novembro são os dias luminosos e frios.
    O Verão de São Martinho, o Magusto e o dia de Todos-os-Santos.
    As castanhas e a jeropiga.
    Os tortulhos, as romãs e os diospiros (caqui, desse lado do Atlântico)…
    Gosto definitivamente de Novembro…

    • Pedro, os dias por aqui estão frios, mas bem pouco luminosos, infelizmente. Porque sol e frio é uma dupla que é bem a minha cara! Mas abro a mesa de negociações para essa inesperada inclusão de castanhas e romãs para dar um upgrade no novembro! Já os caquis eu vou ter que passar – moço, cê tem noção da enormidade de calorias que um caqui tem? E chamando diospiro, tou achando que o número é até maior desse lado aí do Atlântico!🙂
      O que é uma jeropiga? E tortulhos? Eu sei, eu podia deixar de preguiça e ir ali perguntar pro Google, mas desconfio que a sua explicação vai ser muito mais legal!
      bjk

      • Mônica,
        Deixo em seguida as explicações devidas:
        – Tortulho é um cogumelo silvestre (macrolepiota procera) que aparece no Outono, sobretudo em lameiros. É delicioso quando cozinhado em arroz “malandro” com carne, ou grelhado com azeite e sal.
        – Jeropiga é um vinho “generoso”, licoroso, que se obtém interrompendo o processo de fermentação das uvas através da adição de aguardente vínica. Neste caso a adição é feita imediatamente após a pisa da uva, pelo que o resultado é uma bebida doce e com teor alcoólico elevado. É fácil de fazer e o resultado é estupendo. Não consigo imaginar castanhas assadas sem o complemento deste néctar divino…
        Bjs,
        Pedro

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s