Isso não foi nada chic

Glória Kalil entrou nas nossas vidas pela porta da frente. Nunca me entusiasmei com essas revistas e programas de ‘moda instantânea’, aquelas matérias repletas de clichês do tipo ‘o que vai ser in e out neste verão’, o que será tendência na próxima estação, essas bobagens. Mas me interesso pela moda como um reflexo da cultura de um grupo, pela análise de hábitos de comportamento que por vezes começam como novidade e pouco a pouco vão entrando no cotidiano da gente. De tudo que já vi e li da Glória Kalil, duas coisas parecem nunca ficar fora de moda: bom humor e bom senso.

Justamente o que parece ter faltado neste post publicado outro dia em seu blog. Nele, a jornalista (parto da premissa de que o texto seja dela, já que o blog é seu e o post não veio assinado por outra pessoa) ensina aos homens em geral e a políticos, empresários e jornalistas (todos homens) em particular como reconhecer o humor da futura presidente e suas ministras, levando em consideração o modelito escolhido e o estado do cabelo. Eu li o post umas duas vezes e fiquei pensando que, no fundo, a ideia da autora pode até ter sido dar aquele toque extra de leveza e bom humor. Como não vi graça e achei o leve muito leviano pro meu gosto, resolvi tentar os comentários, e algumas pessoas diziam que o texto era excelente e que quem não riu não tem senso de humor. Então voltei e li tudo de novo. Continuei achando bem idiota. Nem vou entrar na discussão de quão machista ele é ou não é (e é sim, duvido que ela escrevesse um texto desse tipo sobre O presidente e OS ministros) mas, pra alguém que já tem publicados uma série de livros sobre o que é ser chic, o post ficou feio pra caramba. Faltou elegância. Faltou leveza. Faltou humor. Faltou inspiração. Acima de tudo, faltou bom senso. É aquela velha história, né, façam o que eu falo, não façam o que eu faço.

Anúncios

12 respostas em “Isso não foi nada chic

  1. Muito ruim mesmo, tentei deixar comentário lá mas não entrou, uma burocracia danada pra deixar um simples comentário.
    Realmente quando quem não sabe fazer humor tenta fazer, só pode dar uma tosqueira dessas.
    Tudo que menos precisamos, nós mulheres, é de uma outra mulher criando códigos machista de como nos entender. Foi péssimo, a descida do salto dela foi sinistra, melhor ela voltar pra cima do salto e tentar manter a elegância.
    Não foi a primeira vez que eu vejo posts assim de pessoas que se dizem elegantes, feministas, näo racistas, … Muitas vão na base de mostrar uma coisa porque é bonito, tá na moda, mas um dia a casa cai e a gente ver o que tem por trás dos holofotes.
    Beijo

    • É isso mesmo, Luciana. Humor é ótimo, mas tem gente que deveria se contentar em ser leve apenas, porque na hora que resolve ser engraçada, resvala no deselegante que, pra mim, é o fim da dinastia!. Quando vem de uma pessoa supostamente ‘chic’, fica mais feio ainda.
      bjk

    • Eu só li um dos Chics, já nem me lembro qual, acho que já vi e li mais entrevistas. E ela sempre me pareceu uma pessoa de bom senso (bem mais do que muita gente envolvida no mundo da moda) e interessada em comportamento, não modismos. Por isso também fiquei surpresa. Mas se o texto não é dela, por que não está assinado? Pelo menos deveria existir um ‘disclaimer’ dizendo que é, sei lá, de um anônimo. Os textos que publico aqui são meus, o que não é eu aviso, dou nome, faço link pro blog do autor e tudo o mais. Só não faço isso com o que é obviamente de outros, como vídeos profissionais… Porque, em última análise, a gente é responsável pelo que coloca na página, já que ela é nossa.
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s