O ano é novo, mas algumas coisas não mudam

Quando 2011 chegou, eu estava no meio do mato sem telefone, televisão ou internet. Não recebi mensagens de feliz ano novo no meu celular. Não vi a São Silvestre, nem os fogos em Copacabana. Não fiquei sabendo o resultado da Mega Sena. Não vi a posse da Dilma. Quando abri a minha caixa de e-mails no domingo à noite, centenas deles estavam na fila, a grande maioria trazendo votos de boas festas e aqueles insuportáveis arquivos em power point com mensagens edificantes. Mas um e-mail chamou a minha atenção. Não conheço o autor e, depois de ler seu ‘texto’, francamente não faço a menor questão de. Uma daquelas mensagens que alguém passou pra alguém que repassou pra mais um monte e de repente lá estava eu no bololô.

A página aberta mostrava a foto de Marcela Temer, esposa do vice-presidente Michel Temer, ainda como Miss Paulínia. O texto que acompanhava a imagem eu faço questão de copiar e colar aqui:

“Aí­ está Marcela Temer, a nossa Carla Bruni, quando era Miss Paulí­nia,
essa gatinha roubou a cena na posse da baranga.
Morre Dilma! Queremos uma Primeira Dama de primeira, pô!”
***
Eu gostaria imensamente de chamar um sujeito desses de babaca, mas é que eu prometi pra mim mesma evitar usar esse adjetivo, que eu considero feio pra caramba. No entanto, não me ocorre nenhum substituto a altura no momento.
^^***
Olha, nem sei por onde eu começo a comentar esse texto curto, mas de uma imbecilidade poucas vezes vista (embora, talvez, não tão raramente pensada). Vou pular aquela parte do ser pura e simplesmente deselegante, que eu imagino que gente assim nem saiba o que é isso.  Mas ele é mais. É um insulto em vários níveis. Insulta diretamente a presidente eleita (baranga? morre Dilma? onde é que nós estamos?) e, indiretamente, seus eleitores. De quebra, insulta todos nós que acreditamos que isso aqui é sim uma democracia, e que democracia envolve, antes de tudo, respeito. Eu não votei na Dilma (não, também não votei no Serra). Não tenho nenhuma simpatia ou especial apreço por ela mas, pra ser muito sincera, deixei de ter simpatia e apreço por qualquer político há séculos, possivelmente em uma vida passada. E tenho ainda menos simpatia e apreço por Michel Temer. Quanto a Marcela, nunca a tinha visto até sua foto aparecer estampada nas primeiras páginas dos jornais. Tudo que posso afirmar é que ela é realmente uma moça muito bonita. E que também foi insultada. Ninguém a conhece, ninguém sabe quem ela é ou o que ela faz, mas o que interessa para certos tipos de gente é que ela é ‘a nossa Carla Bruni, a gatinha que roubou a cena na posse da baranga.’ E que ‘primeira dama de primeira’ é só isso, uma bela moça pra fazer figuração. E no entanto a brasilândia anda mal das pernas no quesito ‘primeira-dama realmente de primeira’ faz bem tempo, né, saudades de dona Ruth, que de Barbie girl não tinha nada.
***
É um insulto também às mulheres. Não importa que você seja a presidente da nação, não está em jogo sua competência para governar um país. Importante é ser jovem, bonita, elegante e bem maquiada. Para alguns ceresumanos, uma Carla Bruni vale muito mais do que uma Angela Merkel, e lugar de mulher é fazendo papel de primeira-dama. E atenção, rapazes, o texto é um insulto a vocês também – ou vai me dizer que vocês se sentem bem representados por um comentário desses?
^^^
Pois é isso. Um e-mail tão curtinho e tão revelador da idiotice das pessoas. Como disse alguém no twitter outro dia, pra pobreza de espírito não tem bolsa-família suficiente. Tem gente que só mesmo indo a Oz  pra pedir ao Mágico um pouco de noção. Podia aproveitar e ficar por lá, que não vai fazer a menor falta.

16 respostas em “O ano é novo, mas algumas coisas não mudam

  1. Ok, confesso, virou vício isso aqui! Acredito, no entanto que esse tipo de dependência não gere tantos colaterais como as drogas.

    Bom, vamos ao post. Primeiro gostaria de comentar que eu vi os fogos de copa, e talvez tenha sido a primeira vez que eu tenha ficado realmente embasbacado pelo espetáculo e olha que é difícil isso acontecer comigo, então, acho que dessa vez, você perdeu mesmo, mas assim, só perdeu o espetáculo, pq o inferno de gente, a falta de educação e de banheiros, o espaço dos quiosques invadindo a praia, isso, estava tudo lá…
    Quanto ao e-mail, realmente, por mais que não se queira a Dilma no poder, acredito como você, que vivemos numa democracia e com votação justa ou não, roubada ou não, ela ganhou e acho que a partir desse ponto, nós como, humildes votantes podemos apenas agora criticar o que ela fizer de errado e não adianta ninguém vir dizer que ela não vai fazer, pq tdo político está fadado a fazer alguma coisa que não agrade a todos, apesar de que isso não se aplica só a políticos, mas enfim.
    Como poucas palavras às vezes conseguem nos tirar do sério, não é verdade.
    Abraços

    Ps: Reli meu ultimo comment no blog e meu Deus, eu assassinei o português, a língua. Seu manuel continua vivo e fazendo nosso pãozinho de cada dia.
    😀

    • Um amigo me enviou umas fotos maravilhosas hoje, Bruno, realmente deve ter sido um espetáculo inesquecível. Acho que, depois de tantos percalços na cidade durante 2010, a prefeitura resolveu caprichar nos fogos. E deu pra ver que a praia estava lotada, nem sei se teria infraestrutura que desse conta de tanta gente!
      Pois é, e a gente tem que lembrar que dona Dilma Rousseff foi eleita democraticamente, né? Se ela fizer bobagem, que os críticos estejam a postos; se os resultados forem bons, que seus eleitores comemorem (a bem da verdade, que todos nós possamos comemorar, uai, a gente vive aqui…).
      Não se preocupe com seu português (mas por favor, não assassine o seu Manuel, que o pãozinho que ele faz é divino!), eu tenho a sorte de poder reler e consertar as besteiras que eu escrevo porque sou a dona do botequim. O WordPress não tem um mecanismo de editar comentários pelo próprio comentarista (hhmmm, a frase nào ficou grande coisa, mas vá lá!) 🙂

  2. kkkkkkkkkkkkkkkkk, adorei! O riso é de gargalhada pelo seu bomhumor/mauhumorado…acho que me identifiquei muito com a sua falta de paciência para com esses ceresumanos kkkkkkkkk (posso usar?)

    • Pois é, fiquei passada, dobrada e guardada na gaveta. O cerumano é mesmo um caso à parte (pode usar o termo à vontade, eu nem sei de onde eu tirei essa, mas certeza que não foi dos meus dois neurônios, Hermengarda e Adamastor). 🙂

  3. Antes que alguém me denuncie, eu mesmo confesso: fui militante do PT, com carteirinha e tudo. Sim, foi nos meus dezoito anos. (Oh! que saudades que tenho. Da aurora da minha vida, Da minha infância querida. Que os anos não trazem mais!…).
    E, movimento estudantil e um pouco mais de juízo depois, perdi toda a fé nos políticos (exceção: o Presidente Josiah Bartlet) e no PT em particular.
    Isso só para dizer que achei o governo do Lula uma catástrofe que ainda vai cobrar seu preço, e a continuidade com a Dilma uma temeridade. Se bem que não havia, mesmo, nenhuma opção menos pior.
    Mas tá lá, eleita, e espero que faça um bom governo.
    O que isso tem a ver com o fato de o vice presidente ter se casado com uma ex-miss que poderia ser sua neta me escapa completamente. Vi discussões no twitter e recebi e-mails que me apavoraram. Definitivamente, estamos chegando (muito mais rápido do que se imaginava) naquele universo da Idiocracia…

    • Max, o máximo que já cheguei de alguma militância foi na época das Diretas-Já, e aí eu digo que foi por uma boa causa, né? De resto, passei longe léguas. Como diria meu pai, “saudades da minha infância querida que GRAÇAS A DEUS os anos não trazem mais. Foi ótima, mas passou”… 🙂

      Quando a gente achava que as discussões tinham chegado no fundão do poço no período das eleições, eis que descobrimos que fundo de poço tem porão. O nível tá só baixando, moço, um horror. Eu pelejo pra não sair por aí lendo essas besteiras, pois não é que essas besteiras chegam até mim, assim, de bandeja? E eu aqui, prontinha pra receber de antemão os números da Mega Sena…

  4. Ai paciência com essas coisas, quem tem?
    Triste a pessoa voltar pra realidade do mundo com um tapão desses, fazer o quê? Rir e muito, né não?

    Já que vc se abstêm de citar o cara pela melhor qualidade dele, me dá a vez!

    BA BA CA, BABACÃO…

  5. O que eu puder fazer, eu faco para influenciar as pessoas que eu conheco a näo chegarem a esse tipo de “raciocínio”, no mínimo, preconceituoso.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s