Curtinhas

* A rede de supermercados Harps, no estado americano do Arkansas, cobriu a capa da edição recente da revista US Weekly, que trazia uma foto do cantor Elton John, seu parceiro de muitos anos David Furnish e o bebê recém-nascido dos dois, Zachary. Mas como – grazadeus – ainda existe gente com noção e discernimento nesse mundo de modêus, os protestos choveram na sala da administração e o pessoal da diretoria resolveu voltar atrás. O aviso inicial indicava que a atitude visava ‘proteger os compradores mais jovens da loja’ (as crianças, claro). Aiaiai, essa é muito boa mesmo. Sim, protejam as crianças do abuso sexual, da violência doméstica, do bullying, das guerras, das condições indignas que não permitem que tenham acesso à educação, saúde e lazer. Mas achar que é preciso protegê-las de uma capa de revista que mostra um casal gay e seu filho é de lascar. Simplesmente deveriam admitir sua inabilidade em lidar com esses novos padrões familiares (que são hoje bem mais comuns do que as famílias de comercial de margarina, é bom lembrar), ao invés de ficarem por aí transmitindo para as crianças um preconceito que não é delas.

* O que seria de Hollywood sem a Idade Média, hein gente? Volta e meia o cinema tem que ir lá atrás nas Cruzadas, nos castelos, nas lutas de espada e escudos, pra dar uma remexida nos filmes de ação que, é claro, continuam iguaizinhos uns aos outros. Daí que outro dia vi o trailer de Caça às Bruxas. Tudo bem, mais um filme para a minha programação ‘me incluam fora disso’, mas eu gostaria de saber quem foi em Hollywood que enfiou na cabeça que Nicolas Cage podia ser galã de filme de ação. A cara número única dele é de doer.

Mas, é claro, nunca mais consegui levar essa história de caça às bruxas a sério depois do que o Monty Python fez… Mais didático, impossível.
***


***

* Eu até entendo a birra dos críticos com O Turista. Clichezão do primeiro ao último fotograma, daqueles que lá pelo primeiro terço do filme a gente já está até adivinhando os diálogos. Mas tem Johnny Depp, né gente, que é lindimais até com aquele cabelo ensebado que não viu xampu durante dias. E, céus, tem a bela Veneza grandona na tela, com sua arquitetura maravilhosa circundada por canais onde, pelo menos no universo paralelo que é Hollywood, a gente pode nadar e beber água e não morrer em questão de minutos por causa da poluição. Amém.

* Vendo uma mãe em desabalada carreira atrás da menininha pelo corredor do shopping, eu entendi porque a Té só chama o filho dela de pouco mais de um ano de ‘meu personal trainer’.

* Tou ficando como a minha mãe: paro na frente da televisão para assistir um programa qualquer e em dois minutos já apaguei. Nas maratonas do Law & Order, então, é um perigo: durmo na metade de um episódio pra acordar na segunda metade do episódio seguinte, e aí fico tentando entender como é que uma acusação de estupro virou um incidente de terrorismo.

* Mixed feelings de fim de férias: o trânsito na cidade vai voltar a ser aquela eca de sempre, mas isso significa também que as crianças vão voltar às aulas e dar sossego pra vizinhança pelo menos durante uma parte do dia.

* A United quebra guitarras e a Brastemp – quem diria – não é uma Brastemp. O consumidor então resolveu por a boca no trombone e sua reclamação ganhou o ciberespaço.

* E duas palavras que definem esses últimos dias aqui nas montanhas: CALOR DUZINFERNU.

Anúncios

12 respostas em “Curtinhas

  1. Faz tempo que eu não assisto TV, e filmes somente os que leio as críticas e vejo que são positivas e, mesmo assim, ainda tem alguns que não assisto até o fim. O Avatar, por exemplo, não gostei, achei monótono e previsível, mas fui uma das únicas pessoas que pensou assim, ouvi críticas positivas por todo o lugar. Acho que gostar ou não de uma película é algo muito pessoal e devem existir para todas as preferências, níveis culturais e idades.
    Bj
    Adri

    • Com certeza, Adriana, e é bom que seja assim, né? No mínimo, pra galera lotar o filme que eu não quero ver e deixar espaço pra mim nos outros! 🙂
      Variedade é tudo mesmo. Os críticos não gostaram de O Turista, é filme pra dá pra alugar em DVD ou esperar passar na televisão, mas diverte, no melhor estilo coca-cola-baldão-de-pipoca (ideal pra quando a gente não quer nem mexer nos neurônios, diversão pura). Tem gosto e hora pra tudo mesmo! 🙂
      Acredita que não vi Avatar?????
      bjk

  2. Nossa, o Sr. Boreli conseguiu toda a atenção do SAC da Brastemp depois que colocou o vídeo no ar! Já ouviu a entrevista dele no Future Cast? http://www.futurecast.com.br/

    Turista, é? Hmmm, tava querendo ver esse filme inda hoje, vou ver se vejo…

    “Cause United breaks guitars…” Essa música é ótima, tempão que eu não a ouvia! 🙂

    Law And Order? Ah, SVU! Sou fã de SVU e da Mariska, e inda sigo o @FINALLEVEL, o Ice T, para saber das novidades (embora ele solte poucas dicas sobre a série).

    Bom domingo!

    • Marcus, eu não sei bem se essas reclamações surtem o efeito todo de resolver o problema, mas eu dou a maior força pro pessoal botar a boca no trombone mesmo. É mais ou menos como aquela história da responsabilidade dos acidentes no anel rodoviário, que eu postei ontem: o problema não é a falha acontecer, é o fato dos responsáveis tirarem ‘o deles’ da reta…

      Vá ver O Turista sim, é filme perfeito pro domingão!

      Eu gosto muito de toda a franquia do Law & Order, não só o SVU. Gosto muito dos episódios antigos, quando o Sam Waterston ainda era o promotor. Às vezes o pessoal do canal mistura as temporadas, mas eu não me importo; gosto de cada episódio pelo que ele é, nem me preocupo muito com o fio da meada…

      Uma ótima semana pra você!

  3. Ridículo demais essa censura à capa da revista, estão querendo proteger as criancas ou alienando de vez? Pior que essas criancas alienadas e mal educadas são as que assediam moralmente as outras. Criando monstrinhos.
    ***
    Realmente crianca é um bom personal, minha irmã tem um filhinho de um ano, a pobre só perde peso.

    ***
    Estou doida pra ver O Turista, deixando de lado as críticas, imagens também são importantes, e além de Johnny Depp, Jolie está como sempre arrasando. Ô genética poderosa a dessa moca.

    Um bom domingo pra você!

    • Uma censura ridícula mesmo, Luciana; não ‘protege’ nada – aliás, não há do que proteger nesse caso – e ainda incentiva a intolerância. Como se a gente precisasse dessa forcinha, né…

      Criança é um desafio e tanto, mas quem poderia imaginar que elas são ótimas pra queimar calorias? 🙂

      Ah, veja o filme sim! E as imagens de Veneza são maravilhosas! Claro que eles deram uma ‘fotoshopada’ no visual, mas Hollywood é assim. Mas a cidade é linda de qualquer jeito, né? Meu caboclo viajador fica doido quando vê umas coisas assim. E a Angelina está poderosa, e você precisa ver as roupas, menina, ela a-r-r-a-s-a!!!

      Ótima semana pra você!

    • Ah, eu também estou doida pra ver True Grit. Lembro de ter visto a primeira versão, com John Wayne, há séculos, mas não me lembro de nada… (vixe!) Dizem que a garota está dando show.
      Por aqui ainda não estreou, mas deve ser em breve, né, a premiação não demora a acontecer.
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s