Serviço de auxílio ao folião

Ele tinha passado os quatro dias de carnaval tomando todas, pulando todas, indo de um boteco pra outro encontrando os amigos e saindo nos blocos. Tinha acabado de voltar para o Brasil e estava com saudades daquela festa, da bagunça, do barulho, do monte de gente nas ruas e nos clubes, do calor intenso, da cerveja geladíssima. Naquela madrugada de quarta-feira de cinzas ele estava exausto, possivelmente ainda bastante bêbado e tinha uma vaga lembrança do que tinha acontecido naqueles dias, de onde estava e para onde deveria ir com o fim da festa. Não tinha muita condição de ficar em pé ou de falar coisa com coisa, e já estava começando a achar que a situação não estava nem um pouquinho boa pro seu lado quando, de repente, surgiu do nada o caminhão. Com uns caras bem animados, cantando, fazendo barulho, foliões ainda celebrando o momo, pensou. O caminhão parou ao lado dele no meio-fio, dele desceu um negão de mãos enormes e sorriso largo, depois mais um veio ajudar, e sem mais aquela colocaram o moço sentado ao lado do motorista do caminhão. Na hora, entendeu o que estava acontecendo: que bacana! A prefeitura do Rio de Janeiro tinha providenciado um serviço de coleta de foliões bêbados na rua para a quarta-feira! Isso é que era carnaval organizado! O pessoal no caminhão cantava e fazia barulho, de vez em quando o caminhão parava, uns desciam, depois seguiam em frente. Lá pelo Largo do Machado, o moço pediu pra descer. Despediu-se dos novos amigos, que não paravam de rir e cantar – que gente animada em plena quarta-feira de cinzas! – e seguiu pra casa. Ao voltar-se mais uma vez para acenar pra turma, a ficha caiu: aquele era um caminhão de lixo e os lixeiros provavelmente o ‘recolheram’ de peninha do estado em que se encontrava. Deviam estar morrendo de rir até agora.

(baseado em fatos reais, acontecidos há muitos e muitos anos…)

Anúncios

2 respostas em “Serviço de auxílio ao folião

    • É uma história pra contar pros netos, né? Agora imagina o tanto que a gente riu com a história verdadeira! 🙂 Que aconteceu bem assim desse jeito, se bem que o protagonista pode ter mexido um pouco com os fatos, já que ele não estava em condições de lembrar muita coisa mesmo…
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s