Namorados para Sempre

You always hurt the one you love,
The one you shouldn’t hurt at all.
You always take the sweetest rose,
And crush it till the petals fall.
You always break the kindest heart,
With a hasty word you can’t recall.
So, if I broke your heart last night,
It’s because I love you most of all.

(You Always Hurt the One You Love, na voz dos Mills Brothers)
***

A gente vê a cena tão levinha e desompromissada, Dean (Ryan Gosling) cantando com seu ukulele enquanto Cindy (Michelle Williams) sapateia meio desajeitadamente na calçada, mas a letra da música fica ali, martelando na cabeça: “você sempre magoa quem ama, aquela pessoa que você nunca deveria magoar…” Que bom seria se essa imagem pudesse ser congelada para sempre naquele instante, um casal acabando de se conhecer, feliz sem precisar de qualquer motivo especial, pouco mais que adolescentes apenas curtindo o momento como se não houvesse nenhum outro antes ou depois.

Bem que tudo podia ser assim. Mas não é, e a gente nem mesmo consegue saber direito o porquê. Namorados Para Sempre (Blue Valentine) é isso, a gente assiste e fica procurando entender o que aconteceu com aqueles dois, onde foi parar aquela quase inocência alguns poucos anos depois daquela cena, onde foi parar o ukulele, o sapateado e os sorrisos. Mas é que esse não é um daqueles filmes de amor romanceados e com o óbvio final feliz pra nos deixar aliviados, esse é um daqueles filmes que se parecem muito com a vida da gente, e na vida da gente as coisas simplesmente acontecem e nem sempre dá pra apontar um culpado quando algo não vai bem, nem sempre dá pra explicar os motivos e os sentimentos, nem sempre dá para saber o que se deve ou não fazer. Na vida real meninas bonitas que sonhavam ser grandes médicas vão trabalhar como enfermeiras numa clínica qualquer porque as contas não esperam, rapazes bacanas e engraçados não conseguem crescer e amadurecer, na vida real o cotidiano muitas vezes passa por cima da gente como um rolo compressor e cada um que saia pela rua catando os caquinhos como puder. Na vida real os relacionamentos são muito, muito mais complicados e as decisões são muito, muito mais difíceis de se tomar, na vida real a gente magoa e é magoado, mesmo (aliás, principalmente) quando não devia.

E o filme fica ali, fazendo um mosaico dos últimos cinco anos, indo do presente para o passado e de volta ao presente, como se também buscasse encontrar alguma coisa, alguma resposta. Os dois personagens envelhecem – muito mais ‘por dentro’ do que  por fora – um tentando se agarrar ao que ainda resta, o outro querendo desesperadamente se livrar de tudo aquilo e move on. Namorados Para Sempre incomoda, não porque queira nos deixar desconfortáveis, mas porque mostra um pouco do que é a vida de um modo geral: uma tentativa meio atabalhoada de compreender o que está acontecendo e tentar resolver o que fazer com ela.
***

(um big thank you pro Alexandre e pro Paulo Guimarães, que me deram a dica. Rapazes, só pelo trailer eu nunca imaginaria que o filme era isso tudo…)

Anúncios

4 respostas em “Namorados para Sempre

  1. Já queria ver esse filme antes, agora quero mais ainda, depois de ler seu post… Fiquei curiosa pra saber se tem final feliz ou não!

    Estou conseguindo seguir seu blog direitinho, como queria, e é sempre um prazer receber os emails com seus textos!! Parabéns pela escrita, pelas fotos, pelos temas escolhidos! Um dia ainda chego lá, hehe!!
    beijos

    • Ah, não perca o filme não, já deve até ser possível encontrar em locadoras (no cinema deve estar naquele esquema de apenas uma sala em um horário) e, claro, sempre dá pra baixar. Vale muito a pena. Não é um filme exatamente fácil, mas é muito bacana.
      Obrigada por estar sempre por aqui, que bom que ‘é do agrado’, como dizia minha avó! Boralá fazer o seu blog, que tal? É um ótimo exercício e a gente se diverte muito. De quebra, acaba conhecendo um monte de gente super interessante espalhada por aí!
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s