Lua branca

Se na cidade, com toda a luz e poluição, ela já faz o maior sucesso quando aparece, imagina então assim, no meio do mato, só ela, o lago e as montanhas…
***

(lago de Furnas/MG – foto: Clara Bucater)

Para harmonizar, Chiquinha e sua Lua Branca

Ó lua branca de fulgores e de encanto
Se é verdade que ao amor tu dás abrigo
Vem tirar dos olhos meus o pranto
Ai vem matar essa paixão que anda comigo
Ai por quem és desce do céu ó lua branca
Essa amargura do meu peito ó vem arranca
Dá-me o luar de tua compaixão
Ó vem por Deus iluminar meu coração
E quantas vezes lá no céu me aparecias
A brilhar em noite calma e constelada
E em tua luz então me surpreendias
Ajoelhado junto aos pés da minha amada
E ela a chorar a soluçar cheia de pejo
Vinha em seus lábios me ofertar um doce beijo
Ela partiu me abandonou assim
Ó lua branca por quem és tem dó de mim
***

Anúncios

10 respostas em “Lua branca

  1. Munique,
    jeito há de fugir ao romantismo extremo, com este sobejo exagero de lua cheia?
    Ó, por quem sois…
    E a Lala caprichou, linda que é.
    Beijinho

  2. Ah, Monica
    Carla Bucater, captou com a percepção de uma poeta, de uma excelente artista, inclusive a técnica do enquadramento da foto, parabéns! para ela, você e ao Criador!
    LUA, belíssima, um esplendor… assim… grátis para nós, sem precisarmos viajar, ela está ali,
    sem que peçamos, onde formos.
    Quando vemos este presente tamanho XLLLL e bota L nisso, que não há caixas ou papéis dos mais bonitos que existirem, laços de fita os mais lindos para embalarmos para nós, ou presenteá-la para alguém!
    SIM, ela está ali, onde elementos da natureza se encontram e as palavras somem, desaparecem mesmo.
    Deus obrigada, porque o ‘cerumano’, o mau, não pode destruí-la.
    Todo os meses, ela aparece imensa, com este reflexo maravilhoso que poderia ser um momento para reflexão da pureza que o mundo poderia ser, mas parece que algumas pessoas dão as costas!
    Não importa… a cada vez que surge, muitas e muitas pessoas se enternecem, se curvam à sua grandiosa beleza e usufruem dos sentimentos que ela coloca em seus corações.
    Luuua? liga não! tem muito mais gente te contemplando, sempre e sempre te aguardando com esta magnitude!
    Monica, deixo aqui um endereço de uma música que sugeri em outro blog amigo,
    lembrou-me a linda “Serra do Luar” letra de Walter Franco e cantada por Leila Pinheiro, me derreto por luar!

    Um olhar precisamente intimista, o quanto ela provoca, lembranças, emoções, o quanto nos faz ver o que ainda existe de bom, belo, literalmente brilhante!!!

    http://letras.terra.com.br/leila-pinheiro/64140/

  3. Promissora e muito!!! a fotógrafa.

    Que tal apreciarmos mais, com uma bandejinha contendo
    uma xícara de café com leite bem quentinho
    e algumas bolachas ‘canela’ sequiiinhas!!!
    Abração!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s