Freddie Mercury no Google

É difícil escolher uma música favorita do Queen, mas Don’t Stop Me Now definitivamente está na minha listinha. Jazz, de 1978, foi o último album da banda que eu gostei de verdade desde o primeiro até o último acorde – depois veio The Game, que eu ainda gostei bastante e daí pra frente meu agrado ficou meio estacionado. É engraçado pensar nessas datas, 1978 foi outro dia mesmo e, olha só, já se vão 33 anos quando eu, adolescente de paixonites que era (como de resto todas as adolescentes), ouvia e cantava ‘jealousyyyyyy‘ no volume máximo do toca-discos do meu pai (ahaammm).

E o Queen é mesmo uma dessas bandas que é impossível a gente não gostar, né, então essa homenagem do Google aos 65 anos que Freddie Mercury completaria neste 5 de setembro é mais do que justa. O doodle da página de pesquisa levou 3 meses pra ficar pronto e é o mais longo feito até hoje por eles – 90 segundos. A música escolhida pra ilustrar é ela – Don’t Stop Me Now. Amigo, uma coisa dessas seria a sua cara…
***

Anúncios

8 respostas em “Freddie Mercury no Google

  1. Eu amo Queen. Amo. Minha mãe estava lá no primeiro Rock in Rio (esse sim, com rock de verdade) e viu Freddie cantar Love of My Life assim, de pertinho. Eu fiquei em casa, fazer o quê, tinha só 5 anos.

    • Hahaha, nossa, agora fiquei arrasada, 5 aninhos? EU também estava lá na fila do gargarejo nos dois shows do Queen no primeiro Rock in Rio e não, eu não tinha 5 anos, tinha… peraê, xêu fazer as contas, 21! Foi (foram) um showzaço, ele realmente era um showman. Também adoro o Queen, principalmente a fase até o The Game.

  2. Assisti ao Queen quando era adolescente, em 1980, no Morumbi. Foi a primeira vez em que fui a um show de verdade. E até hoje me lembro do bom astral, das músicas, dos isqueiros na escuridão… e percebo o quanto a música perdeu com a morte de Freddie. Muitos músicos de hoje, provavelmente, nem seriam admitidos nos estúdios daquela época para passar um pano no chão. Queen para sempre!

    • Esse show no Morumbi eu não fui, mas um amigo, fã de carteirinha, sempre me falava dele (anos depois fui aos dois shows da banda no Rock in Rio e foi a minha vez de ‘fazer invejinha’ no amigo…). Realmente, a música perdeu muito com a morte do Mercury, e ficou claro que, mesmo sendo extremamente talentosos, os outros músicos precisavam dele para o espetáculo, as harmonias, tudo. A banda realmente deu uma sacudida no rock.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s