Concurso de miss

Não sei se as misses de hoje em dia ainda leem O Pequeno Príncipe, querem trabalhar com criancinhas e sonham com a paz mundial. Não sei se a vencedora ainda dá aquele adeusinho clássico ao desfilar pela passarela de manto e coroa, se as mães ainda acompanham as moças e fazem a primeira barreira na comissão de frente contra os eventuais pretendentes mais avançadinhos. Pelo menos era assim quando eu era bem pequena e a minha avó comprava a revista Manchete para ver as fotos das candidatas, todas recatadíssmas em seus maiôs Catalina e vestidos longos esvoaçantes e bem comportados.

Agora as meninas são mais turbinadas, lipoaspiradas e escovaprogressivadas; as de antigamente ostentavam cabeleiras cuidadosamente armadas e exibiam pernocas grossas e aquelas famosas duas polegadas a mais. As caravanas de torcidas lotavam o Maracanãzinho e às vezes discutia-se a beleza e as chances de cada candidata com a mesma seriedade e critério dos debates sobre campeonatos de futebol.

Assistir a um concurso de miss na televisão do meu avô naquela época era engraçado. Primeiro porque as transmissões na virada dos anos 70 ainda eram em preto-e-branco e cor de cabelos, vestidos e tons de pele não faziam muita diferença na tela. Além disso, as luzes dos holofotes costumavam estourar na lente da câmera e de vez em quando apareciam aquelas bolas pretas de reflexo ao redor das lâmpadas, era um horror. E a imagem tinha fantasma, lembra? Levava horas pra tentar arrumar a antena interna e no final das contas a transmissão parecia coisa de bêbado, tudo em dobro. Isso quando não era preciso ajustar os botões de controle horizontal e vertical, dois recursos que há séculos deixaram de fazer parte do painel frontal de qualquer aparelho decente, por sua total inutilidade. Mas antes a gente não vivia sem eles, do contrário a imagem ficava rodando sem parar ou então aparecia toda torta. E era até divertido quando ficava assim, a metade superior da tela torta para um lado, a inferior torta pro outro. Daí que as misses desfilavam corcundas da esquerda para a direita, davam aquela voltinha no final da passarela e faziam o caminho de volta como se sofressem de lordose. Não tinha elegância que desse conta e a gente morria de rir.

Assisti a partes de alguns concursos uns anos aí pra trás, mas foi muito pouca coisa. Achei tudo meio fake, mas provavelmente sempre foi assim, eu é que era criança e não prestava atenção nesses detalhes. As competições ainda pssuem um certo charme, embora eu veja cada vez mais gente reclamando do machismo de concursos assim, que reforçam a ideia da mulher como objeto, yadda yadda yadda. Eu não ligo pra isso não, se bem que ia ser legal ver uns bonitóns desfilando pelas passarelas também, uai, então nós não somos filhas de Deus e merecemos pelo menos um agradinho visual de quando em vez? Enquanto isso não acontece, acho que vou dar pelo menos uma espiada no Miss Universo hoje à noite. Vai ficar faltando o controle vertical / horizontal, né, mas vai dar pra divertir.
***

Anúncios

6 respostas em “Concurso de miss

  1. É a velha história, Mônica:
    “Se os produtos da Elizabeth Arden, o que a Helena Rubinstein com isso”?
    Torço para que sua candidata ganhe o concurso hoje à noite!
    Abraço,
    Stélio

    • Eu nem conheço a cara das moças direito, mas vi que a miss Kosovo é muito bonita. O problema é o erro de concordância, né, não é ‘kosovo’, é ‘com os ovos’… (tá, foi horrível, mas não arresisti).
      bjk

  2. Eeeeee… bandeirada de chegada para Angola, Ucrânia em segundo logo atrás, e Braziu..iu…iu em terceiro, completando o pódium… ah…, não era Fórmula Um… desculpe!!!
    Quando adolescente eu “adorava” assistir a um concurso de misses, mas agora vejo que o tempo passou, e só vi a volta final (os últimos quinze minutos…).
    A angolana venceu. Até que gostei um pouco. Sinal dos tempos, há uns quinze anos seria impensável um resultado assim. Acho que dormirei em paz, enfim!

    • Eu achei a angolana muito bonita e quando ela ficou entre as 10, minha torcida foi pra ela. Além de tudo, elegante e muito simpática. Não consigo prestar muita atenção nesses concursos não, mas me atualmente me divirto horrores nesses programas acompanhando tudo pelo Twitter. Costuma ser muito melhor!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s