Dando nome aos boys

Disse uma revista de fofocas que o futuro Príncipe de Gales e senhora já teriam providenciado um herdeiro (ou herdeira) para o trono britânico para breve, fato que certamente deixaria Sua Majestade e toda a casa de Windsor absolutely delighted. A notícia em si não interessa nem altera um milímetro a sua vida ou a minha, né, continuamos com nossas continhas para pagar, roupa pra bater e um chefe mala pra aguentar, mas um detalhe dessa história chamou a minha atenção por sua relativa importância: a escolha do nome da criança.

Eu, por exemplo, passei muitos anos achando Mônica um nome bastante irritante. Era muito proparoxítono, forte demais, excessivamente tônico, destoava completamente dos nomes mais suaves em voga nos anos sessenta e setenta – as Lucianas, Adrianas, Julianas e outras ‘anas’ e suas versões mais chiques e afrancesadas ‘anes’. Só consegui fazer as pazes já adulta, quando descobri as maravilhas da praticidade de ser uma Mônica: ninguém me pergunta como escreve, não tem mirabolâncias da numerologia repetindo consoantes ou espalhando Ys, todo mundo sabe pronunciar e no máximo me perguntam se meu ‘o’ tem circunflexo e, lá fora, se é com ‘c’ ou ‘k’. Não é exatamente um nome incomum, mas também não é daqueles que entram na moda por causa de uma música ou personagem de novela, provocando uma enxurrada de xarás durante um bom tempo, até sua completa exaustão – vide a profusão de Luísas, Júlias, Pedros e Lucas nas listas de chamada. Por outro lado, alguns nomes ameaçam entrar em franca decadência até sua derradeira extinção, por fim vendo-se limitados a personagens de folhetins de época – afinal, qual foi a última vez que você topou com um Belisário ou, como meu bisavô, um Epaminondas ainda em idade escolar?

Ao que tudo indica, o duque e a duquesa de Cambridge, agraciados com os nomes de batismo plebeus de William e Catherine e apelidos simplezinhos como Will e Kate, têm preferência por nomes comuns para a futura prole real: Alice ou Rose se for menina, Michael, Edward ou Philip para um garotinho. Nada de Stéphanny Patryciah ou Stevejobson, o que diminuirá bastante a probabilidade de termos um(a) futuro(a)monarca funkeira ou centroavante do Atlético.

Mas, se me permitem Suas Altezas, gostaria de me juntar à campanha iniciada por um primo há um tempo e deixar minha humilde contribuição para a bolsa de nomes. Clóvis. Gente, os Clovis vão desaparecer da Terra, o que vai ser deles? Os Joaquins voltaram à moda, as Marianas, antes exclusividade de avós de coque e vestidos escuros, estão por aí, as Carolinas foram resgatadas pelo Chico Buarque e até já viraram Carol, mas Clóvis, nada. Meu primo vem sugerindo o nome para futuros papais já faz tempo, eles fazem cara de espanto ou sorriem e dizem ‘ah, não, vai ser Thiago!’ (gente, já tem Thiago que chegue nesse mundo, e olha que eu gosto do nome…). As sub-celebridades de sempre resolvem escolher nomes estapafúrdios para seus rebentos – e a galera acha o máximo copiar a falta de noção – e enquanto isso os Clóvis estão pelaí, esperando ser lembrados, aguardando num cantinho mas ansiosos pelo dia em que finalmente vão poder trocar seus suspensórios e o jogo de pião pelo boné virado e o iPhone. Imagina que inegável upgrade, que estrondoso sucesso seria receber o eventual endosso de Will and Kate, em alguns meses apresentando orgulhosamente para o mundo o futuro soberano das ilhas britânicas, King Clovis I…
***

Anúncios

9 respostas em “Dando nome aos boys

  1. Clóvis é um nome digno, e tem um som agradável, apesar das caras de espanto dos futuros papais quando sugiro o nome para seus rebentos. Assim como os “sons” (Nelson, Gerson, Wilson – já notaram que ninguém mais batiza meninos com esses nomes?), está em extinção. Mas tudo na vida é cíclico, né? Os tais nomes “bíblicos” (Pedro, João, Antonio, José) estão na moda, então, quem sabe, daqui a uns 20 anos, voltaremos a receber anúncios de nascimento de um Clóvis Batista aqui, um Gerson Canabrava ali, um Nelson Esposito Cataguases Nogueira acolá…

    • É esperar pra ver, né? Eu, por exemplo, não levava a menor fé num eventual retorno dos Joaquins, e eis que eles estão pipocando por toda parte… E nome é isso mesmo, a gente se acostuma e passa a achar a coisa mais natural do mundo. Eu tinha uma colega chamada Mariana que odiava o nome, Mariana era o nome da avó dela, dizia que era ‘nome de gente velha’. E olha o tanto de Marianas por aí, né? Como diria a @nairbello, ‘Vamos acompanhar!’ 🙂

  2. Monica, eu estava falando dessa coisa de nomes ontem com a minha mãe!!
    Eu sou da geração das “anas”…aos 27 anos, nunca fui a única Mariana da sala. E a minha irmã gêmea é Juliana!
    Resolvi fazer outra faculdade esse ano e constatei as inúmeras “Jéssicas” e “Alines” dos anos 90… são 7 Alines só na minha sala!
    Minha mãe nunca fez as pazes com o nome. Ser a única “Araceli” sempre foi um fardo pesado para ela carregar.
    Agora, reconheço que os Clovis estão em extinção. Mas vamos combinar, ne… como vc chamaria um bêbe chamado Clóvis? Como a namorada o chamaria carinhosamente? Clovinho, Clovizinho?? tadinho né…

    • Tá vendo? E já houve um tempo em que as Marianas eram as avós! (dona Mariana, dona Antônia, dona Maria, todas super na moda atualmente!) Pra gente saber quais nomes estão ‘in’, ou melhor, estiveram, a lista de aprovados no vestibular é um ótimo começo. Você vê direitinho que nomes estavam com tudo… só que 18, 20 anos antes! 🙂
      Mas a gente acostuma com os nomes, né? Meu avô era Pedro e durante muitos anos eu não vi Pedro nenhum nascendo. E eis que agora quase toda família tem pelo menos um!
      bjk

      • É verdade, incrível como os Pedros estão voltando com tudo! Sem contar q é um nome que pode sempre ser composto. Outro dia uma amiga que não se decidia pelo nome do filho resolveu por “Pedro Willyan”, já que ela queria Pedro e o marido Willyan… :/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s