Ainda não estudamos comparativos!


***

Terry Jones (o professor no vídeo acima) disse há pouco tempo em uma entrevista na BBC que o Monty Python não poderia nunca fazer um filme como A Vida de Brian hoje em dia, já que certamente apareceria a galerinha politicamente correta para se sentir ofendida e reclamar de alguma coisa – falta de respeito com a religião dos outros, judeus apresentados de uma maneira caricata, a ausência de personagens femininos e/ou atrizes no filme, o escambau. Porque, se por um lado os Pythons sempre foram inteligentes demais para cair na cilada do mau gosto e da ofensa gratuita (e tem muito humorista por aí que podia aprender com eles), por outro lado o humor do grupo nunca poupou ninguém. Ainda bem.

Adoro esse sketch nonsense sobre um professor de italiano. Sua frase derradeira – “Ele não devia dizer isso, nós ainda não estudamos comparativos!” – exemplifica bem aquele professor sem-noção (e quem nunca teve um assim na escola?) que está dentro da sala de aula cumprindo tabela, mas não faz a menor ideia do que está acontecendo. São geniais.
***

Anúncios

7 respostas em “Ainda não estudamos comparativos!

  1. Realmente, Mônica, os Pythons são demais! E agora, coloco outra questão aqui, baseado no seu post: Onde há humor bom e inteligente hoje? Acho que está meio difícil encontrar humor de qualidade. Nesse mundo sem os Pythons, sem Mel Brooks, sem “Apertem os cintos o piloto sumiu 1 e 2”, será que só temos o “Big Bang Theory”? Onde está o humor nos dias de hoje?

    • Taí uma boa pergunta, Marcus… A gente até vê umas coisas engraçadas por aí, mas humor consistente mesmo, pra valer, parece que anda em falta. Cá nos trópicos, então, a coisa tá feia, né? Sempre me dizem que ‘A Grande Família’ é muito divertido (eu nunca me lembro de assistir) mas desconfio que ali o mérito é muito mais dos atores do que qualquer outra coisa: Marieta Severo e Marco Nannini fariam a gente rir até lendo encarte de ofertas do Carrefour! Alguns stand-ups são divertidos, alguns quadros de alguns programas também, um ou outro sitcom (The Big Bang Theory certamente, e eu me divertia com o 2 and 1/2 men quando ainda tinha o Charlie Sheen), mas tá meio fraco. Ou então eu é que ando sem-graça com as coisas… 🙂

  2. Sou daqueles que espera que a humanidade evolua, que aprendamos alguma coisa… mas tenho a horrível sensação que toda a criatividade, inteligência e bom senso já se esgotaram há vinte ou trinta anos… espero estar errado!
    Que saudade do Monty Python!
    Um grande abraço, Monica!

    • Olha, bom senso anda mesmo em falta no mercado, mas até que criatividade e humor inteligente de vez em quando aparecem. Às vezes encontro tiradas ótimas na internet, o problema é que em geral o que se vê na TV e no cinema é só bobagem e mau gosto. Quando encontram vida inteligente, tratam de transformar o humor em algo grotesco, Mas o Monty Python é daqueles grupos que não dá pra reproduzir – deu certo porque tinha que dar certo, eram as pessoas certas na hora certa fazendo tudo certo, e do jeito deles. Fica cada vez mais difícil ter um timing assim…
      abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s