Biruta

Contar pra vocês uma coisa, meus amiguinhos. Dia de exercícios para os braços eu saio com eles bambinhos da aula de pilates, que nem um Biruta, aquele bonequinho que fica na porta de loja. Já no dia de caprichar nos exercícios para as pernas e os ‘glutens‘ eu ando ladeira abaixo parecendo o Chaplin. Dureza não é sobreviver a tudo isso, punk mesmo é ver a cara de feliz que a fessôra faz enquanto mostra os movimentos. Faz a gente pensar que vai ser facinho, facinho. Rá. Bobeia aí pra você ver o que acontece…
***

Anúncios

12 respostas em “Biruta

  1. Ahh eu era igual que nem hahahaha
    Mas ó …passa viu? Você vai ficar fortinha!!
    Hoje eu fiz o Castro Alves brincando, 2 de 15 cada lado. E ainda lembro que passei meses, frustrada por não conseguir nem fazer 5.
    Hoje fiz abdominal avançado, na bola…e fico me sentindo o máximo!! Isso é …amanhã quando a dor passar vou me sentir o máximo hahaha
    Beijos

    • Jizuismariajosé, o que é ‘fazer o Castro Alves’? Vai me dizer que, além de sorrir o tempo todo como a minha fessôra, você fica fazendo os exercícios recitando poemas? 🙂
      Pois é, menina, o problema é o day after… Mas tou achando bom demais!
      bjk

  2. Ahh sim … meu maior problema é decorar o Navio Negreiro, estou ouvindo o Caetano todo dia para pegar no tranco e no ritmo.
    Castro Alves é o nome do exercício que se faz naquele banco com a mola embaixo sabe? Um pé embaixo apoiado na mola e o outro no banco e você…sooooobe. Fazendo pose da estátua do Castro Alves na praça. Isso é, sobe quando tiver força na perna!
    Tem a Cama de Procusto também…aquela onde vc se estica e pula deitada.
    Ah eu não sorrio não, eu faço muita careta e bufo também hahaha
    beijos colega Pilatesiana 🙂

    • hahaha, agora caiu a ficha da estátua do Castro Alves!!! 😀
      Até que esse não me mata não, mas nem me fale naquele que parece sela de cavalo! Eu sempre acho que vou escorregar pro outro lado e me esborrachar no chão ou na barra de madeira. Grandes emoções!
      bjk pra ti!

  3. Ah, Monica
    Iiiih! agora vc está aparecendo crescidinha é???
    Vai ver que já são os alongamentos do Pilates!!!
    De fato a associação com o ‘birutinha’ foi boa, mas como anadidi falou,
    daqui a um pouco faz um bem, no início a gente bambeia mesmo,
    depois que pega o ritmo, equilíbrio, vai ser moleza!
    E também quando começamos a ‘sincronizar’ o uso daquelas molas e as tensões
    usadas vão aumentado… então vc descobre que ‘está no ponto para iniciar’,
    rs, rs, rs.
    Minina… o pessoal vê aquelas bolas e acha que o Pilates se resume naquilo,
    nem elas (as bolas) são fáceis de serem usadas e não há músculo que não seja trabalhado,
    mas duvido que alguém comece e não goste!
    Bjs para a quase mocinha! poucos não usaram desses oclinhos…

    • Esses oclinhos são super fashion até hoje, né? Eu já era super na moda nos meus 4 anos!!! 🙂
      Pois eu adoro fazer esse tipo de exercício, não tenho a menor paciência pras coisas de musculação, academia, mas trabalhar os músculos com consciência, devagarinho, eu acho bom demais. E a aula é uma terapia, porque o pessoal que faz comigo é dez. Eu me diviirto horrores sincronizando os movimentos e ainda tentando respirar, kkkk…
      Bom demais.
      bjk

  4. Pois é, tem dias que eu saio com as pernas bambas também. Pior são os dias dos “glútens”, dá vontade de voltar para casa de ônibus, para poder ir de pé sem amassar os ditos na cadeira. Mas passa logo, em um par de horas já passou tudo.
    As aulas são mesmo ótimas, a gente exercita os músculos e relaxa a cabeça. Eu bocejo a aula toda. E as pessoas que fazem aula com a gente são sempre muito legais, tem horas que é preciso segurar o bate papo, mais um pouco começa a passar bandeja com cerveja e salgadinho e, convenhamos, este não é o espírito da coisa. Mas também ainda tenho ódio quando a professora mostra o exercício toda bonitinha, tudo certinho, e quando a gente faz sai tudo torto. Mas é bomdemaisdacontadeconforça, não é?
    bj.
    j.

    • É tudo muito divertido, por mais que a gente ‘sofra’, né? Periga virar festa, mas minhas coleguinhas são ninja, daquelas que colocam todas as molas nos aparelhos e ainda 10kg de peso em cada perna. Então a gente conversa e ri, mas o trabalho é super sério… 🙂
      Mas ainda tem aquela massagenzinha providencial no fim, tem dia que estala tudo, da cervical à lombar…
      bjk

  5. Hoje é meu dia de ficar mole. Até pra digitar isso aqui tá meio complicado. Tá parecendo que meus braços estão meio bambos. Gostei da associação do exercício com o Castro Alves. Pra mim, este aparelho é o pior de todos (ou o menos bom). Hoje meus exercícios foram com dois pesos de 2 kg presos nas canelas: ninguém merece! Só quero ver como vai ser amanhã.

    • Pois é, 2kg em cada perna, aí sobe a ponte, contrai os ‘glutens’, estica a perna, sorri e respira normalmente, dez vezes com cada perna, depois repete. Quando a fessóra fala que é pra fazer ponte, eu já vou avisando que não manjo nada de engenharia… Como dizia a minha mãe, ‘a gente fica com as perna doce’! 🙂

  6. Monica,
    aí vai uma sugestão, para a ‘turma do Pilates’, (parece nome de bloco carnavalesco),
    apesar de que o importante é ter aula, praticar!!!

    Mas… encontrei da Edição Nova Leitura – ano 1 nº 1 – “O livro de PILATES”,
    Guia Completo de posturas, movimentos e técnicas, no formato revista, todo ilustrado,
    não sei se será uma série para cada modalidade de ginástica, ou específico de Pilates.
    De qualquer modo fica uma dica, pois o livro resume alguns exercícios e sabemos
    que as possibilidades na verdade, são inúmeras!…
    Abração

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s