Multimídia

Antigamente eu ia ao cinema assim: olhava a programação no jornal, ligava pros amigos pra combinar (às vezes tinha um vai-e-vem de ligações pra decidir sala e horário) e pronto, a gente se encontrava no local e hora certinhos, sem grandes problemas. Hoje em dia eu tenho tantas opções que acabo embolando o meio de campo. Vamos imaginar que eu queira ver um filme. Venho cá na internet pra olhar a sessão e onde ele está passando. Dou uma olhada no site do jornal, mas não confio muito porque ele está sempre pulando algum horário ou divulgando informação errada, então olho em mais uns dois ou três sites. Aí envio SMS pro pessoal pra combinar tudo, mas e o medo das danadas dessas operadoras de celular que ‘engolem’ as mensagens? Então envio um email também, e vejo que tem gente online lá no Facebook, então mando mensagem por ele também. Só que aí quem recebeu a mensagem por telefone está propondo assistir a uma sessão mais cedo, o do email diz que está sem carro e no cinema tal fica fora de mão, outro avisa que no site X o horário não é aquele não, cada um está num ponto diferente da informação e, trocentas mensagens trocadas pra lá e pra cá mais tarde, finalmente sai a decisão do onde e a que horas encontrar. Mas como todos têm celular em mãos, quem chega muito cedo resolve dar uma voltinha pelo shopping porque, né, qualquer coisa o pessoal avisa que já chegou. Só que acaba a bateria, o sinal fica ruim, o celular toca dentro da bolsa e a amiga não ouve, e lá vem o estresse de juntar todo mundo pra comprar ingresso, agora que tudo é com lugar marcado (ou então, plano B, alguém vai ficar lá do outro lado da sala, sozinho, na berlinda). Dá tudo certo no final, claro, mas às vezes o que era pra acelerar o processo acaba bagunçando tudo. Incrível a nossa capacidade infinita de levar caos até às atividades mais simples.
***

Anúncios

7 respostas em “Multimídia

  1. Já pensou então como pode ser o resto? 🙂
    Ainda mais aqui na brasilândia, onde as coisas são combinadas na última hora, na base do ‘é agora’. Nada parecido com os europeus, que agendam até volta no quarteirão…
    bjk

  2. Veja como está a vida! Eu não sabia que existiam cinemas. Que alguém programava assitir um filme fora de casa com alguém. Que se vê filmes sem ser por download num torrent. É o futuro a cada dia apresentando coisas novas nas cidades grandes. E eu que moro aqui no interiorão do fim do mundo fico por fora. 🙂

    • Eu não troco um cineminha por nada deste mundo! Download, DVD, essas ‘mudernidades’ são ótimas e práticas, mas nada substitui uma boa sala com telona e som Dolby… 🙂
      Sou ‘dazantiga’ mesmo…

  3. Pois é: quanto mais variáveis, maior o caos. Você só não desiste ‘caos que’ você é muito fã de cinema… ou de encontrar com os amigos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s