tweets

* esse ano tem eleição, a grande festa da democracia: meninas levam um pratinho de doce, e meninos, um refri (@choracuica)
* o jeito é ficar feliz por que só está muito quente, e não meu deus me deixa morrer por favor misericórdia quente  (@microcontoscos)
* “deputado afirma que gays querem expulsar deus do brasil” mas gente deus num é brasileiro? Ele tem cidadania num dá pra expulsar.  (@teclologoexisto)
* Jesus passou quarenta dias jejuando no deserto. Por isto, ganhou a prova de resistência e virou o líder.  (@oCriador)
* Tava ali nadando na internet e uma onda de indignação me cobriu. Engoli 01 litro de água, 02 abaixos-assinados e 04 fotos de bichos mortos. (@mrguavaman)
* Três estudantes pleiteiam a co-autoria de “Ai, se eu te pego”. O que me deixa perplexo no caso é a quantidade de gente pra compor isso. (@tiodino)
* Criar um texto introdutório que fale de forma bem simplificada do tema abordado no livro e chamá-lo de “prefácil”.  (@Eddiemasses)
* confundo mitocôndria com hipocondria e imagino organismos unicelulares se queixando de doenças imaginárias  (@choracuica)
* Of course, while George Clooney’s being arrested outside the Sudanese Embassy, Brad Pitt and Matt Damon are inside cleaning out the safe.  @MitchBenn)
* RELACIONAMENTOS: todo mundo procura no outro o que falta para si. No meu caso é dinheiro  (@tiodino)

Anúncios

2 respostas em “tweets

  1. Mará, Moniks. Belê msm os tweets. No nosso tempo a sabedoria estava na Britânica e para entender um mínimo de economia a gente lia 2500 páginas de ” O Capital”. Hj, hahahah, com 140 caracteres( e nem isso como nos seus exemplos) , a sabedoria suprema pode ser desfrutada na WEB. O SÍMBOLO :@, ( AT NO IDIOMA QUE VC LECIONA) virou a pedra filosofal da sabedoria.

    • Se é a pedra filosofal, eu não sei. Mas depois de quase 5 anos de twitter (maio de 2007), ainda acho sensacional como o pessoal subverteu seu uso original e começou a criar coisas muito bacanas e inteligentemente bem humoradas, o que não é trivial.
      Quanto ao @, meu problema durante muito tempo foi lembrar o ‘arroba’, porque meu primeiro endereço de email foi na Inglaterra e eu só sabia ‘at’. Isso foi em 1991, mas como fiquei muito tempo sem ter com quem me comunicar – quase ninguém por aqui tinha email – acabei pegando o ‘arroba’ quando ficou mais difundido. A gente se acostuma com tudo, né? 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s