Se a festa fosse hoje…

… convenhamos, um dos grandes sucessos dos anos 60 do Trio Esperança certamente estaria fadado ao fracasso. A Festa do Bolinha, música aparentemente tão inocente, simplezinha e infantil, jamais passaria pelo crivo implacável da tropa de choque do politicamente correto.

Eu ontem fui à festa na casa do Bolinha
Confesso, não gostei dos modos da Glorinha
Toda assanhada, nunca vi igual!
Trocava mil beijocas com o Raposo no quintal!

Agora veja você, Bolinha França, Lulu Palhares e seus amiguinhos eram crianças. Com certeza essa erotização da infância hoje seria algo totalmente condenável, onde já se viu uma coisa dessas, beijinhos, amassos, garota se atirando pra cima de menino… (claro que viria do lado de lá a turma pra defender o direito da menina de se jogar pra cima de quem ela quiser, ora essa, direitos iguais, girl power, recalcada é a outra, que só sabe ficar fazendo fofoca do que rolou na tal festa, etc etc).

Porém pouco durou aquela paixão
Pois Bolinha, com ciúmes, formou a confusão
Aninha tropeçou e os copos derrubou
E a casa do Bolinha num inferno se tornou!

Olha aí mais dois problemas. Bolinha já partiu pra ignorância, pelo que a gente pode perceber. Daí pra violência doméstica vai ser uma questão de tempo, meninos que só sabem resolver as coisas na base da porrada. E a Aninha, hein, já era a melhor amiga mais feínha e meio tolinha da Lulu, agora também descobrimos que era uma estabanada. Vai ter gente reclamando desse excesso de estereótipos numa menininha só, e a autoestima da criança, como fica? Além disso, onde estão os pais dessa turma, que não estão prestando atenção ao que está acontecendo?

Bolinha provou que é ciumento pra chuchu
E que não gosta da Lulu
Bobinha, que por ele ainda chora
Com tanto ‘pão’ dando bola no salão
Luluzinha foi gostar logo do bolão!

Pára tudo. Esse toque de bullying no final é de lascar, gordofobia pura. Quer dizer então que a menina tem que gostar dos garotos bonitinhos e ignorar o gorducho? Além disso, a letra coloca Lulu Palhares claramente na posição da garota mal resolvida e emocionalmente inferiorizada. Quer dizer, Glorinha parte pro ataque, Bolinha desce o cacete e a Luluzinha fica chorando pelos cantos. Patético. 

Fazendo uma ‘releitura sob o olhar da modernidade’, podemos afirmar que de inocente essa música não tem nada. É preconceituosa, compromete a autoestima da criança e incentiva a violência como meio de resolvermos conflitos. Olha, gente, fico feliz por ter aprendido essa letra quando eu ainda era pequenininha o suficiente pra achar que essa deve ter sido uma festa muito legal. Hoje alguém teria cortado o meu barato.

Anúncios

4 respostas em “Se a festa fosse hoje…

  1. E eu estou exausta do politicamente correto, do “isso nao pode’ “aquilo e bullying”…
    Éramos felizes e não sabíamos. Quantos amigos rolha de poço, quatro zóio e japa vc teve? O meu apelido era zzzzz pq eu falava esquisito, outras vezes fui chamada de girafa pq andava com o corpo todo prá tras…
    E sobrevivemos. nao sei se essa turminha nova vai sobreviver tao facil nao

    • Eu sempre fui 4ôio (até ficar mais crescidinha e colocar lentes de contato, que uso até hoje). E era considerada super cdf (o que hoje seria nerd). Claro que existem apelidos e apelidos, brincadeiras e brincadeiras, e os excessos devem mesmo ser punidos. Mas tenho um pouco de preguiça do excesso ‘pro lado de lá’, ninguém parece mais saber aguentar uma gozação ou responder à altura. Sou totalmente contra a ofensa, mas acho o politicamente incorreto necessário e muito bem vindo!

  2. Oi querida Monica..faz tanto tempo que não comento. Mas isso não significa que deixei de acompanhar seu blog não…aliás..ele continua sendo “O MELHOR” na minha opinião.

    E essa coisa de politicamente correto e incorreto..affs..eu cresci no melhor tempo que teve para se crescer…nasci em 87…a galerinha de hoje sinceramente tá meio que enrascada com tanto “isso-pode-isso-não-pode”.

    Apelidos, brincadeira, musicas infantis, brincar na terra, banhar na chuva…..tempos bons que não voltam mais..rsrsr

    afinal, agora é só: Internet! rrsrs

    bjos …amo de montão suas palavras…

    Greici

    • Obrigada, querida! Fiquei ‘toda metida’ com os elogios! 🙂
      Pois é, eu sou de um bocado antes de 1987, imagina então como eu me sinto com essas maluquices! Hoje um amigo postou um vídeo do ‘TV Macho’, quadro da TV Pirata, e fiquei imaginando que uma coisa daquelas jamais teria espaço hoje em dia sem que um bando de gente saísse pegando em armas e protestando. As pessoas estão perdendo a capacidade de diferenciar o politicamente incorreto do ofensivo, e eu acho isso muito perigoso…
      bjk

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s