Pedrocatória

O nome do meu tio era Pedro, mas pra todo mundo da família ele era Dedi. Era o tio Dedi, médico de fala mansa e voz baixa, organizadíssimo, que adorava registrar em fotos e filmes super 8 as festas, comemorações e mesmo aqueles momentos aparentemente sem qualquer importância, mas que todo mundo gosta tanto de rever. Depois ele catalogava, arquivava e guardava tudo em álbuns e caixinhas numeradas, no maior capricho – seu escritório deixaria qualquer bibliotecário morto de inveja. Acho que nunca soube porque o apelido dele era Dedi, só meu avô e avó é que o chamavam de ‘Pidrín’. Daí que, de brincadeira, toda vez que a gente falava que ia escrever uma dedicatória, trocava e dizia ‘pedrocatória’. Piadinha interna não se deve transferir para os desavisados, eu tou cansada de saber, mas de repente me peguei dizendo pra uma amiga que eu tinha adorado o livro que ela me deu de presente, e que queria uma pedrocatória na folha de rosto, e aí eu olhei pra cara dela e ela estava me olhando como se eu tivesse ficado momentaneamente louca. Eu realmente não aprendo.

4 respostas em “Pedrocatória

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s