Diplomacia

chhinel no. 5A diplomacia mundial vai, de um modo geral, muito mal das pernas, mas isso todo mundo já tá careca de saber. Claro que não ajuda nem um pouquinho o fato das pessoas estarem demasiadamente chatas e cri-cri umas com as outras, nem a constatação de que todo e qualquer problema atualmente sempre tem o potencial de se tornar um problemão e ganhar uma escala praticamente estratosférica. Mas a minha teoria é de que o que anda faltando mesmo na esfera diplomática do planeta é MÃE. Ou, pelo menos, mães como a que eu tive e que um bocado de gente teve também, não dessas mães que morrem de medo de seus filhotinhos tiranos ou que os super protegem e fazem todas as suas vontades.

Divisão igualitária, por exemplo. Com dona Marina a regra era clara: um parte, o outro escolhe. Nem pense em querer dar seu jeitinho pra levar vantagem porque, se a faca estiver com você, é o seu irmão quem vai escolher o pedaço dele primeiro. Nunca vi um conflito sobre o último pedaço da sobremesa ser resolvido mais rapidamente do que com essa estratégia.

Tentativa baixa de manipulação com jogo de empurra, então? Com MÃE, é sem chance pra mimimi:

– Olhaqui, manhêêê… Olha o Israel no meu lugaaaaaar…
– ISRAEL, SAI DO LUGAR DA SUA IRMÃ AGORA!
– Mas o papai falou que eu podia ficar aquiiiii…
– Mas eu cheguei primeiro, esse lugar já é meu há muito tempo, táááá?
– Olhaí, manhêêê… a Palestina tá jogando os brinquedos dela nimim!!!
– PALESTINA, PÁRA COM ISSO JÁ E VAI BRINCAR NO SEU CANTO QUIETA!
– Ah não, manhêêê… é o Israel que tá me empurrando, ele fica com essa carinha de santinho do pau-oco, se fazendo de vítima, mas foi ele quem começooooou…
– NÃO QUERO MAIS SABER. OS DOIS PRO CASTIGO AGORA!!!
– Mas manhêêê… eu não tou fazendo nada, é ela que tá me provocando!
– Eu não, é você que tá me batendo, você é maior e muito mais forte do que eu, buááá…
– NÃO QUERO OUVIR NEM MAIS UM PIO. CALADOS TODOS DOIS E SÓ SAIAM DAÍ QUANDO EU MANDAR. NÃO TESTEM A MINHA PACIÊNCIA PORQUE DO CONTRÁRIO VAI SER PIOR, NÃO VOU FALAR OUTRA VEZ!!! (em priscas eras, antes da lei da palmada, essa última frase era dita com a havaiana na mão direita, e isso era tudo que bastava para a calma e o silêncio imperarem no local).

Uma mãe dessas caprichadas na diplomacia mundial, amiguinhos, é tudo que eu digo. E o mundo respira aliviado.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s